Weslania evangelista de jesus



Baixar 3.86 Mb.
Página39/86
Encontro20.06.2021
Tamanho3.86 Mb.
1   ...   35   36   37   38   39   40   41   42   ...   86























CONSIDERAÇÕES FINAIS



O presente trabalho de pesquisa, constituído aqui, baseou-se numa discussão e reflexão acerca dos saberes ensinados pela escola com aqueles que o estudante já traz consigo de suas vivências e que, por vezes, almejam narrá-las em sala de aula, mas que, devido a várias situações cotidianas ocorridas no ambiente escolar, deixam de ser valorizadas, o que colabora para um ensino fragmentado e sem sentido. A pesquisa, buscou, através de observações, compreender como esses saberes podem se aproximar e se relacionar, a fim de que possibilitem uma aprendizagem significativa e integral para todos os envolvidos.

Ao narrar suas memórias, o estudante ressignifica o contínuo processo de constituir-se no mundo, nas relações que as circundam, fazendo com que se perceba interconectado a todas as formas de vida. É nesse sentido que a abordagem sistêmica de ensino se faz necessária para ele, no contexto escolar, pois contribui para um ensino qualitativo, mais democrático e integral.

Conforme Capra (2014), ao pensarmos em todos os campos, da exploração dos sistemas vivos, vivemos interconectados, numa constante teia de relações que, a meu ver, podem ser apresentadas por meio das narrativas de memórias, um contínuo processo de reflexão da nossa maneira de estar no mundo e deste nos constituir.

Ao abordar a visão sistêmica de ensino no contexto educacional são trazidos à luz novos paradigmas sociais, ampliando conhecimentos, saberes disciplinares de forma intercontextualizada, pois a vida não pode ser considerada como algo fragmentado, mas deve ser vista como partes totalizadas, integradas no e ao campo educacional.

As narrativas de memórias são constituídas socialmente, em diversos contextos socioculturais, e se transformam de acordo com as interações coletivas. Incorporam-se e se modificam conforme as práticas de letramento do estudante, que passa a utilizar linguagens diversificadas e mais elaboradas formalmente para se expressar/comunicar.

Contextualizar as narrativas de memórias mediadas pelas leituras apreciadas é muito relevante, pois nesse momento o aluno pode se identificar com as situações apresentadas pela história, imaginar outras, aguçando seu potencial criativo e sua fruição estética; trata-se de motivar a constituição de novas obras voltadas a leituras mais significativas e instigantes, direcionando um ensino que faça sentido para ele no decorrer de suas práticas sociais.

Enfim, acredito que explorar as narrativas de memórias dessas crianças, no contexto desta pesquisa, possibilitou a todos nós conhecer, compreender contextos socioculturais diversificados, criando possibilidades de aprendizagens e ampliando nossos saberes, uns sobre os outros e sobre a vida.

Como produto educacional apresento aqui a produção, criação, e finalização de uma coletânea composta por alguns curtas-metragens, intitulada Curta as histórias, que foi gravada em formato de um vídeo curto, com aproximadamente 15 minutos, objetivando ser ofertado às escolas municipais que possuem os anos iniciais, que será distribuído por mim, ou por outros que desejarem colaborar na distribuição, apresentando o resultado do esforço coletivo dos estudantes da turma do 5º ano “A” da E. M. J. L. B. de Goianira.

Ressalto que o material será distribuído de maneira gratuita aos interessados. Vem acompanhado de um resumo do trabalho, com informações como sinopse e ficha técnica, que se encontram descritas na parte do apêndice. A coletânea dos curtas-metragens é uma síntese que apresenta narrativas de memórias de alguns deles, suas rememorações experimentadas, vividas e que foram reproduzidas num projeto audiovisual.

A coletânea dos curtas-metragens propostos tem como premissa motivar os estudantes a serem participativos/colaborativos e a se interessarem pelas atividades em sala de aula, ampliando seus conhecimentos e colocando-os em vivências práticas de contextos socioculturais de maneira significativa. Disponibilizado às escolas de anos iniciais de ensino fundamental e no site https://educapes.capes.gov.br/handle/capes/571784, este material poderá servir de motivação para que professores também desenvolvam uma prática de letramento que considere a criação e a criatividade de todos os estudantes, valorizando suas vivências e o conhecimento de mundo que acompanha cada um. Meu desejo é que também incentive outras pesquisas acadêmicas, bem como em sala de aula nos anos iniciais da educação básica, proporcionando um ensino integral e colaborativo.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   35   36   37   38   39   40   41   42   ...   86


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal