Uso de banco de dados na gestão de informaçÃo no comércio a grosso wilson Mateus Sada Maia 1 Resumo



Baixar 302.25 Kb.
Pdf preview
Página4/8
Encontro09.07.2022
Tamanho302.25 Kb.
#24196
1   2   3   4   5   6   7   8
Artigo - Etica e Moral - Wilson Maia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


4 de 11 
2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 
2.1 Dados 
Dados, segundo Jamil (2006), “formam a matéria-prima de um produto a ser obtido, que é a 
informação”. 
Já para Chiavenato (2009), “é apenas um índice, um registo, uma manifestação objectiva, 
passível de análise subjectiva, quando classificados, relacionados e armazenados, são bases 
para a criação da informação”. 
Segundo Oliveira, (2010, p. 36), “dado é qualquer elemento identificado em sua forma bruta, 
que, por si só não conduz a compreensão de determinado fato ou situação”. 
O conceito de dados não sai da ideia dos conceitos acima citados como referência Jamil e 
Chavenato, mas sustentar que dados entende-se como sendo uma descrição elementar de factos, 
objectos, eventos sendo que o dado por si só, sem relacionamento, não tem valor. 
Segundo Jamil, (2006), “dados têm um relacionamento com informação em uma 
contextualização directa, sendo que os mesmos serão agrupados e processados resultando em 
informação”. 
2.2 Informação
Para Oliveira (2010), “informação é o dado trabalhado que permite ao executivo tomar 
decisões. As informações são o resultado dos dados devidamente tratados, comparados, 
classificados, e de que maneira podem se relacionar com outras para auxiliar na tomada de 
decisão”.
Já para Jamil (2006) afirma que se pode considerar a como um elemento composto a partir de 
um conjunto de dados relevantes para uma análise, contextualizados”. 
Segundo Rezende & Abreu (2006), “a informação tem inestimável valor quando é usada para 
conhecer situações e características das pessoas, processos, sistemas, recursos financeiros, 
tecnologias, entre outros”. 
Com a crescente concorrência global, as empresas terão cada vez mais necessidade de 
informação, tanto do mercado, quanto a respeito dos planos e intenções de consumidores e dos 
competidores. A informação também propicia à empresa um profundo conhecimento de si 
mesma e de sua estrutura de negócios, facilitando o planeamento, a organização, a gestão e o 
controle dos processos.
A informação é o resultado obtido do aperfeiçoamento de dados, sendo assim, a partir do 
momento em que os dados são manipulados, organizados, unidos para um fim específico têm-
se a produção de novas informações. Como já dito, os dados por si só, na maioria dos casos, 


5 de 11 
não constituem elementos úteis para dar suporte à tomada de decisão ou planeamentos 
estratégicos. Já a informação é o elemento fundamental a esses processos. 

Baixar 302.25 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal