Universidade federal de pernambuco


Descompressão direta com iPACKMAN



Baixar 6.87 Mb.
Página14/23
Encontro17.06.2020
Tamanho6.87 Mb.
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   23

3.2.1 Descompressão direta com iPACKMAN


A maior vantagem de iPACKMAN em relação aos outros algoritmos de compressão está na simplicidade e baixo custo de implementação em hardware, tornando-o ideal em aplicações embarcadas. O modelo esquemático do modulo de descompressão do algoritmo é mostrado a seguir na figura 3.5. Este modelo utiliza apenas seis somadores e alguns multiplexadores.


Figura 3.5. Esquema de descompressão simples do iPACKMAN.

CAPÍTULO 4

Classificação de imagens
Os objetivos deste trabalhos deixaram-nos claro de que havia duas hipóteses distintas cuja veracidade precisávamos investigar: a de que o codebook proposto pelo autor de iPACKMAN é de fato um conjunto de dados ótimo para ser utilizado por este algoritmo na compressão das imagens do benchmark e, secundariamente, a hipótese de que este codebook, além de ótimo, é universal, ou seja, pode ser utilizado com mesmo desempenho em qualquer imagem que não esteja no benchmark.

Para obtermos uma resposta para o primeiro questionamento apresentado o caminho mais obvio era resgatar as imagens do benchmark, implementar sistematicamente o algoritmo de quantização vetorial descrito empiricamente pelo autor de iPACKMAN e executar este programa com o benchmark como parâmetro. Então, poderíamos comparar os resultados com os do codebook original. Também tentaríamos de maneira exploratória encontrar outros codebooks e compará-los ao original.


Para investigar a segunda hipótese resolvemos utilizar a seguinte abordagem: Propomos uma classificação das imagens candidatas (a serem comprimidas) de acordo com uma taxonomia preestabelecida. Fazemos isso pois estávamos inclinados a pensar que imagens de uma mesma classe (por exemplo: as naturais em detrimento das sintéticas) possuíssem padrões semelhantes entre si e que, portanto, faria sentido agrupá-las e fazê-las utilizar um mesmo codebook. Ao passo que imagens de outras classes seriam comprimidas de forma mais eficiente com outros codebooks por possuírem outros padrões e assim sucessivamente. Nesta nova abordagem o Ericsson Texture Compression deveria decidir a que classe de imagens uma determinada imagem pertence antes de proceder com a compressão: atuando, portanto, como um classificador. Esta tarefa poderia ser feita de forma análoga aos passos de busca exaustiva do próprio iPACKMAN, comprimindo a imagem simultaneamente com os codebooks de cada classe e escolhendo aquele em que o erro foi minimizado. Desta forma a imagem seria classificada automaticamente pelo ETC em tempo de compressão.

Caso com a implementação desta proposta obtivéssemos resultados próximos aos que se obtinha anteriormente, não justificando os recursos computacionais extras alocados para testar os novos codebooks, isto provaria a universalidade do codebook original e validaria por completo os resultados publicados em iPACKMAN. Por outro lado, caso conseguíssemos ganhos realmente significativos separando as imagens desta forma e mostrando sua viabilidade de implementação, teríamos contribuído de maneira expressiva para o aperfeiçoamento do algoritmo.





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   23


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal