Universidade de são paulo instituto de arquitetura e urbanismo de são carlos



Baixar 1.49 Mb.
Página17/67
Encontro30.06.2021
Tamanho1.49 Mb.
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   67
Interação – A representação interativa apresenta-se como a forma mais completa de representação, onde o espectador pode provocar alterações no jogo e verificar suas consequências, modificando a realidade apresentada no jogo. Segundo os autores Costa, Figueiredo, Prampero e Silva, Crawford faz uma comparação entre “jogos versus histórias” e “jogos versus brinquedos”. Na primeira comparação, “fatos sequenciados em ordem de tempo sugere uma relação de causa e efeito”. A interatividade é o veículo pelo qual a realidade é representada, através dessa relação de causa e efeito. Os jogos são uma tentativa de representar a realidade. A história é formada através de “fatos sequenciais imutáveis” enquanto os jogos são como uma “árvore de ramificações” que permite ao jogador criar sua própria história. O jogador é incentivado a explorar alternativas, criar estratégias diferentes ao jogar, enquanto na história os fatos ocorrem uma única vez já que “a história não permite ao público controlar qualquer sequência de fatos apresentados, já os jogos permitem ao jogador manipular alguns fatos da fantasia, mas as regras que regem a fantasia permanecem fixas”. Na segunda comparação, o “brinquedo não é rígido”, seu usuário é livre para manipular fantasias. “A interação transforma natureza do desafio passiva para ativa e o enigma, uma vez que o jogo é conhecido não é mais interessante”. Segundo Lucchese e Ribeiro, nos jogos digitais “a interação pode ser realizada das mais variadas formas, podendo ser ainda em tempo real ou não. Sobretudo, as interações, que estão fortemente ligadas às regras, são muito bem coordenadas através do programa executável do jogo digital”.

Exemplos – Como abordado no tópico anterior, qualquer jogo possui interação, embora em maior ou menor grau. Os jogos de maior interação presentes no mercado atualmente são os jogos da desenvolvedora Bioware, sagas Mass Effect e Dragon Age. Estes tipos de jogos são capazes de fornecer múltiplas escolhas ao jogador que alteram ações no decorrer do jogo. Apresentam também diferentes finais com base nos caminhos e escolhas tomadas, ampliando a experiência virtual ao extremo.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   67


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal