Universidade de são paulo instituto de arquitetura e urbanismo de são carlos



Baixar 1.49 Mb.
Página1/67
Encontro30.06.2021
Tamanho1.49 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   67

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

INSTITUTO DE ARQUITETURA E URBANISMO DE SÃO CARLOS

RELATÓRIO APRENDER COM CULTURA E EXTENSÃO 2013


Patrimônio arquitetônico, design e educação: desenvolvimento de Sistemas Interativos Lúdicos (jogos educativos em meio digital).

Bolsista: Érika Miwa Okushigue Ghisolfi

NºUSP: 7171651

Orientadora: Prof Dra Simone Helena Tanoue Vizioli

SÃO CARLOS

2013


Resumo

Este projeto de pesquisa insere-se nas atividades desenvolvidas pelo Núcleo de Apoio à Pesquisa em Estudos de Linguagem em Arquitetura e Cidade do Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos - Universidade de São Paulo. Visando aliar as questões culturais do município de São Carlos aos estudos efetuados pelo N.ELAC, foram propostos três projetos cujo objetivo era a construção de sistemas interativos que pudessem auxiliar a divulgação do patrimônio histórico da cidade: blocos lúdicos manipuláveis, dobraduras em papel e, no caso específico dessa pesquisa, jogos eletrônicos.



Introdução

No decorrer das últimas décadas, os jogos digitais vêm se tornando cada vez mais populares e acabaram conquistando as novas gerações, destacando-se entre as atividades lúdicas. Esses tipos de jogos substituem as tradicionais formas do brincar, gerando novas percepções. Sem a dimensão da materialidade, estão ligados ao olhar e as percepções visuais que a interface digital proporciona ao usuário. Por permitirem a imersão no espaço digital, a assimilação cognitiva proveniente deste ocorre de uma forma inteiramente nova. Convém, portanto, estudar seus efeitos sobre a cognição na perspectiva de divulgação do patrimônio tendo como foco a discussão do papel da arquitetura na construção de uma representação cultural da comunidade em que o jogador vive.

A interdisciplinaridade presente nesta pesquisa fez com que ela se tornasse bastante abrangente. Ao longo deste relatório vários assuntos são abordados. Houve a necessidade de pesquisar temas relacionados aos jogos, suas classificações, definições, usabilidade e metodologias de confecção, bem como à educação patrimonial e à assimilação cognitiva infantil. Ressalta-se também a importância do desenho digital e da linguagem de programação para a confecção de jogos digitais.

A fim de situar melhor o leitor este relatório foi divido em tópicos. O primeiro tópico trata do jogo como atividade lúdica, descrevendo principalmente a obra “Os Jogos e os Homens” e a visão do autor Roger Caillois. O segundo tópico trata das relações entre os jogos, os brinquedos e as crianças e da assimilação cognitiva infantil, correspondendo aos estudos de Meira, Terra, Bomtempo, Volpato, Mezommo, Benjamim e Brougère entre outros. O terceiro tópico diz respeito aos jogos digitais. O quarto tópico aborda as possíveis formas de classificação de jogos, principalmente os eletrônicos tendo por base os artigos “Conceituação dos Jogos Digitais” e “Jogos Digitais: definições, classificações e avaliações”. O quinto tópico trata da pesquisa sobre educação patrimonial e do patrimônio histórico de São Carlos. O sexto tópico tem como principais referências os artigos “Os Jogos” de Vilém Flusser e “Jogos e Processos de Projeto: Diálogos Possíveis” de Rodrigo Peronti Santiago, introduzindo a linguagem de programação Processing ao estudo. O sétimo e último tópico conta o processo de produção dos jogos digitais desenvolvidos.






Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   67


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal