Universidade católica de moçambique centro de Ensino à Distância Manual do Curso de Licenciatura em Ensino da Língua Portuguesa Literaturas Africanas em Língua Portuguesa I código: P0208 Módulo único 22 Unidades



Baixar 4.82 Kb.
Pdf preview
Página48/81
Encontro09.07.2022
Tamanho4.82 Kb.
#24191
1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   81
Literatura Africana Em Língua Portuguesa I
 
Centro de Ensino à Distância 57 
da cultura de inspiração popular, mormente dos redutos insulares 
em que a tradição africana permaneceu visível, e da língua cabo-
verdiana, sai de Carlos Alberto Lopes Barbosa, poemas escritos 
em 1974-82. Por outro lado, são de salientar duas peças de teatro, 
Descarado (1979), de Donaldo Macedo e Matilde (1991), de Artur 
Vieira. 
Alternando o português e o cabo-verdiano, Luís Romano, após 
breves incursões em Clima (1963), aprofunda a pratica literária 
nessa língua, culminando na antologia bilingue de poetas cabo-
verdianos, publicada nos Estados Unidos, em que verte para o 
crioulo poemas que outros escreveram em português, com um 
texto de apresentação intitulado, O papel do escritor na afirmação 
e desenvolvimento da língua nacional.
O aparecimento de duas importantes revistas culturais marcou 
uma nova geração nascida com a independência. A revista Raízes 
(1977 -1984) teve um carácter oficial, que ponto & Virgula (1983 
-1987), por iniciativa de um grupo independente, procurou evitar. 
O ano de 1986 foi mágico para a cultura cabo-verdiana. Criou-se 
o Ministério da cultura, comemorou-se o cinquetenário da revista 
claridade, com um simpósio internacional, forma reunidos em 
livro os contos e os poemas de Baltasar Lopes e surgiu o 
movimento Pró-cultura, na Praia, congregando jovens escritores, 
músicos, artistas e outros criadores. 
Como consequência do Movimento de Pró-cultura, um ano depois 
começou a editar-se, ate aos dias de hoje, a revista Fragmentos 
(1987-) dirigida por Jose Luis Hopfer C. Almada. 
Outra tendência é a de, por via de uma vivência multifacetada na 
diáspora, certos escritores usarem outra língua que não é o 
português ou o cabo-verdiano. Desde logo, Luis Romano incluiu 
bastantes poemas em Francês. 
Finalmente convém recordar que, desde o ano de 1966, em que 
João Vario publicou o Exemplo geral, em Coimbra, subsiste uma 
outra tendência para descarnar o discurso de referencialidades 
históricas, 
geográficas 

culturais, 
adoptando 
despreconceituadamente um universo filosófico, abstracto ou 
intimista, de significação simbólica ou alegórica. 
Sumário 
No período pós-independência, destacam-se em Cabo Verde 
várias tendências literárias, mas importa salientar as seguintes: 
Para além de escrever-se exclusivamente em português, existe 
uma tendência militante, de poesia empenhada, em que se 
associam os temas políticos e o uso nobilitante da língua cabo-
verdiana. 



Baixar 4.82 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   81




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal