Universidade católica de moçambique centro de Ensino à Distância Manual do Curso de Licenciatura em Ensino da Língua Portuguesa Literaturas Africanas em Língua Portuguesa I código: P0208 Módulo único 22 Unidades



Baixar 11.83 Mb.
Pdf preview
Página19/81
Encontro09.07.2022
Tamanho11.83 Mb.
#24191
1   ...   15   16   17   18   19   20   21   22   ...   81
Literatura Africana Em Língua Portuguesa I
 
Centro de Ensino à Distância 21 
- que muito fizeram para a valorização do homem ilhéu e da sua 
língua, o crioulo cabo-verdiano; 
ii. A publicação do livro de poemas de António Pedro, Diário 
(1929); 
iii. O discurso oculto entre os futuros fundadores "claridosos"; e 
iv. A publicação do livro de Jorge Barbosa, Arquipélago (1935), 
que abriu as portas para o exercício de uma literatura moderna 
cabo-verdiana, por se impor pela renovação da retórica e temática 
da poesia cabo-verdiana. 
No que diz respeito aos de natureza exógena, salientam-se: 
i. A presença de alguns escritores portugueses em Cabo Verde 
nos fins de 1920 e início da década seguinte, como Augusto 
Casimiro, António Pedro e José Osório de Oliveira; 
ii. A revista portuguesa Presença, publicada em 1927 em Coimbra; 

iii. A literatura moderna brasileira e o realismo nordestino. 
Entre 1936 e 1960 saíram nove números da revista Claridade. 
Podemos distinguir essas publicações por dois períodos distintos, 
com um intervalo de uma década; o que se ficou a dever às 
dificuldades financeiras e à dispersão dos elementos do grupo 
pelas ilhas. Nos anos de 1936 e 1937, os três primeiros números 
resultaram da autoria quase exclusiva dos seus fundadores, 
enquanto os trabalhos dos restantes sete números saídos entre 
1947 e 1960 estiveram a cargo de Baltazar Lopes da Silva. Nesse 
período Jorge Barbosa tinha sido desterrado para a Ilha do Sal e 
Manuel Lopes encontrava-se na Ilha do Faial, Açores, para onde 
tinha sido transferido por motivos profissionais, como telegrafista 
na Western Telegraph. 
O primeiro número apresentou três textos poéticos da tradição oral 
em língua crioula - "lantuna & 2 motivos de finaçom (batuques da 
Ilha de Santiago) ". O segundo contou com a morna "Vénus" do 
são vicentino Francisco Xavier da Cruz, mais conhecido por 
B.Léza; para além de outros aspetos culturais e literários também 
em português. Os restantes números, sempre privilegiando a 
língua cabo-verdiana, destacaram o folclore poético da Ilha de 
Santiago - a "finaçom" e o "batucu" - e as cantigas de Ana 
Procópio, da Ilha do Fogo, ou o folclore novelístico da Ilha de São 
Nicolau e da Ilha de Santo Antão. Foram também divulgados 
estudos etnográficos sobre a "Tabanca", da Ilha de Santiago e as 
"Bandeiras" da Ilha do Fogo, para além de estudos sociológicos 
sobre a estrutura social do Fogo e as especificidades da população 
das outras ilhas. 



Baixar 11.83 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   15   16   17   18   19   20   21   22   ...   81




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal