Universidade católica de moçambique centro de Ensino à Distância Manual do Curso de Licenciatura em Ensino da Língua Portuguesa Literaturas Africanas em Língua Portuguesa I código: P0208 Módulo único 22 Unidades



Baixar 4.82 Kb.
Pdf preview
Página13/81
Encontro09.07.2022
Tamanho4.82 Kb.
#24191
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   81
Literatura Africana Em Língua Portuguesa I
 
Centro de Ensino à Distância 14 
que lhe pertence. É por isso que os claridosos, e Jorge Barbosa, 
evidentemente, são frequentemente criticados pelo carácter 
"evasionista" e "escapista da sua poesia. 
A geração da Claridade lançou os alicerces da nova poesia que 
depois é continuada pelos escritores que colaboram em outras 
duas publicações, a Certeza (1944) e o Suplemento Cultural 
(1958). Nas duas revistas colaboraram poetas como António 
Nunes, Aguinaldo Fonseca, Gabriel Mariano, Onésimo Silveira 
(um dos primeiros a utilizar o crioulo de parceria com o português, 
no seu livro Hora Grande, 1962) e Ovídio Martins, que combate 
abertamente o evasionismo dos claridosos. Apesar de tudo a 
geração da Claridade influenciou, e continua a influenciar, grande 
parte da produção poética e ficcionista de Cabo Verde. 
O salto qualitativo e a ruptura com a influência dos claridosos 
devem-se a dois escritores que chegaram a participar na revista 
Claridade. Estamos a referir-nos a João Varela (aliás João Vário, 
aliás Timótio Tio Tiofe) que publicou em 1975, O primeiro livro 
de Notcha, e Corsino Fortes, autor de dois importantes trabalhos 
poéticos, Pão & Fonema (1975) e Árvore & Tambor (1985).
É sobretudo Corsino Fortes que provoca o maior desvio de 
conteúdo temático e formal. O livro Pão & Fonema deixa perceber 
a intenção do autor em reescrever a história do povo em termos de 
epopeia. O livro abre com uma Proposição que constitui, por si só, 
uma demarcação da poesia de tipo estático dos claridosos.
É evidente que toda a problemática de raiz cabo-verdiana está 
presente na obra de Corsino Fortes. Ao contrário dos claridosos, a 
nova poesia é uma expressão artística cuja formulação sugere, 
reflecte e intervém na dinâmica do real. A grande diferença no 
entanto, reside no facto de que este autor, para além de criar uma 
nova dinâmica de ralações entre o sujeito e o objecto poético, 
coloca toda a problemática cabo-verdiana num contexto muito 
mais vasto que é o da África.

Baixar 4.82 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   81




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal