Um legado de liberdade assim como eu não seria escravo, tampouco seria



Baixar 0.54 Mb.
Pdf preview
Página2/46
Encontro17.03.2020
Tamanho0.54 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   46
Lincoln de Cara Nova  ............................................................................ 31

Meghan Loftus



Lincoln, o Comandante-em-Chefe  ........................................................... 32

Peter Cozzens



Lincoln, o Diplomata  ................................................................................... 40

Howard Jones



Lincoln, o Emancipador  .............................................................................. 46

Michael Jay Friedman



As Palavras que Comoveram uma Nação  .............................................. 52

Ronald C. White, Jr. 



Palavras de Sabedoria  ............................................................................ 61

Recursos Adicionais ..................................................................................... 62

Índice



2

 

 

ABRAHAM LINCOLN: UM LEGADO DE LIBERDADE



O

 

ano de 2009 marca 



o 200º aniversário 

do nascimento de 

Abraham Lincoln, o 

presidente americano quase sempre 

considerado o maior dos líderes deste 

país. A reverência dos americanos por 

Lincoln teve início com sua morte 

trágica por assassinato em 1865, ao 

fim de uma guerra civil brutal na 

qual 623 mil homens morreram, a 

União passou por seu maior teste 

e a escravidão foi banida. E seu 

lugar sagrado na iconografia dos 

Estados Unidos permanece. Mais 

de 14 mil livros sobre Lincoln foram 

publicados até hoje. O acadêmico 

contemporâneo Douglas L. Wilson 

chama Lincoln de o “mais notório e 

aclamado de todos os americanos”.

Por que acrescentar mais um 

volume à montanha de obras sobre 

Lincoln? Porque acreditamos 

que Lincoln personifica ideais 

americanos fundamentais que se 

estendem da fundação desta nação 

até os dias de hoje.

Entre os americanos que têm essa 

visão do nosso 16º presidente está 

o 44º presidente, Barack Obama. 

Escrevendo em 2005, como recém-

eleito senador americano, Obama 

declarou que era difícil imaginar um 

cenário menos provável do que a sua 

própria ascensão — “exceto, talvez, 

aquele que permitiu que uma criança 

nascida no interior do Kentucky 

com menos de um ano de educação 

formal se tornasse o maior cidadão 

de Illinois e o maior presidente da 

nossa nação”.

Na biografia de Lincoln, 

continuou Obama, a maneira “como 

ele saiu da pobreza, seu domínio 

absoluto da linguagem e da lei, sua 

capacidade para superar perdas 

pessoais e se manter determinado 

diante de repetidas perdas... lembrou-

me um elemento fundamental mais 

abrangente da vida americana — a 

crença inabalável de que podemos 

constantemente nos rever para atingir 

nossos maiores sonhos”.

Ao reunir historiadores de renome 

e pedir a eles que avaliassem Lincoln 

de diferentes ângulos, esperamos 

ajudar as pessoas do mundo todo 

a entender as origens da grandeza 

do homem, bem como seu lugar no 

coração dos americanos.

Este volume, portanto, apresenta 

um tipo de retrato pontilhado 

de Lincoln. A introdução oferece 

uma visão pessoal de Lincoln, 

de autoria de Eileen Mackevich, 

diretora executiva da Comissão do 

Bicentenário de Abraham Lincoln. 

No ensaio de abertura, “O que 

Abraham Lincoln Significa para os 

Americanos Hoje”, o jornalista 

Andrew Ferguson investiga 

as bibliotecas dos livros de 

Lincoln, os colecionadores da 



memorabilia de Lincoln, os atores 

que representam Lincoln para o 

público e o Memorial Lincoln, 

em Washington, DC, para saber 

o que dizem sobre esse interesse 

permanente por Lincoln. Em 

seguida, em “Alicerces da 

Grandeza: Abraham Lincoln até 

1854”, o historiador Douglas Wilson 

reconta a história de um menino 

nascido de pais humildes em uma 

cabana da fronteira que decide se 

tornar aquele grande arquétipo deste 

país — o self-made man, o homem 

que consegue vencer na vida pelo 

próprio esforço. Em “As Palavras que 

Comoveram uma Nação”, o biógrafo 

Ronald C. White descreve outro 

dos dons excepcionais de Lincoln 

— sua eloquencia, o domínio das 

palavras abarcando as cadências 

bíblicas sublimes que inspiram uma 

nação e, igualmente, a sabedoria 

despretensiosa dos homens comuns.

Três ensaios examinam o papel 

de Lincoln como líder durante a 

grave crise nacional da Guerra Civil. 

Em “Trajetória para a Casa Branca: 

Abraham Lincoln a partir de 1854” 

e “Lincoln, o Emancipador”, o editor 

deste livro, Michael Jay Friedman

expõe os problemas que levaram à 

Guerra Civil e os eventos que fizeram 

com que Lincoln emitisse, em 1863, 

a Proclamação da Emancipação, 

que libertou os escravos do Sul dos 

EUA. Peter Cozzens, historiador 

da Guerra Civil, em “Lincoln, o 

Comandante-em-Chefe”, fala dos 




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   46


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal