Um Guia de Estudo para a Doutrina Cristã a partir de Declarações Anglicanas e



Baixar 1.66 Mb.
Pdf preview
Página8/24
Encontro10.08.2021
Tamanho1.66 Mb.
#16727
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   24
2020-08-what-do-anglicans-believe pt
2020-08-what-do-anglicans-believe pt
O Pacto Anglicano

Seção Um: Nossa Herança da Fé

1.1 Cada Igreja [anglicana] afirma:

(1.1.1) sua comunhão na Igreja una, santa, católica e apostólica, adorando o único 

e verdadeiro Deus, Pai, Filho e Espírito Santo.

(1.1.2) a fé católica e apostólica revelada exclusivamente nas Escrituras Sagradas 

e estabelecida nos credos católicos, cuja fé a Igreja é chamada a proclamar 

novamente em cada geração.

Q

Até que ponto sua igreja presta atenção e aprende com os credos? Como você pode 

aprender com eles de uma maneira mais profunda?

3. Como a doutrina é transmitida?

A doutrina é transmitida a partir da igreja apostólica de um modo dinâmico:

Comissão Internacional Anglicana-Católica Romana para Unidade e Missão, 



Crescendo Juntos em Unidade e Missão: Construindo 40 anos de Diálogo Anglicano-

Católico Romano: Uma Declaração Conjunta (2006)

26. Anglicanos e Católicos Romanos adotam uma herança cristã comum, 

compartilhada por muitos séculos, “com suas tradições vivas de liturgia, teologia, 

espiritualidade, ordem da Igreja e missão”. Concordamos que a Igreja vive em um 

processo dinâmico de tradição, “comunicando a cada geração o que foi entregue 

de uma vez por todas à comunidade apostólica” e que a Igreja é “serva e não 

mestre do que recebeu”.

3

No entanto, as doutrinas não são simplesmente transmitidas pelas autoridades da 



igreja. Existe um processo bidirecional de oferta e recebimento, um diálogo, do qual 

provém ensino oficial:

3  As três citações mencionam, respectivamente, a encíclica papal Ut Unum Sint, n.86; The Malta Report 

(Relatório da Comissão Preparatória Conjunta Anglicana-Romana Católica, 1968; publicado no The Final 

Report, páginas 108-116), n.3; e The Gift of Authority (da Comissão Internacional Anglicana Romana-Católica, 

1998), n.14.




Em Que Os Anglicanos Acreditam?

14

Diálogo Teológico Anglicano-Ortodoxo A Igreja do Deus Trino, Seção IX



A recepção faz parte da vida contínua da Igreja. Desde a época de Cristo e dos 

apóstolos, a Igreja constantemente recebe a mensagem de seu Senhor. O próprio 

Jesus Cristo, ao receber nossa humanidade, recebeu sua missão do Pai. Ele 

também recebeu a história e as Escrituras do povo de Israel ao qual ele pertencia 

como homem. Pertencendo a uma geração específica em um determinado 

momento, ele agiu e falou dentro da tradição que lhe foi transmitida. Nas 

próprias Escrituras, histórias, imagens e ideias em uma parte são retomadas e 

retrabalhadas em outras. O processo de recepção precede a Igreja, que pode ser 

vista, ela mesma, como um produto de recepção.

Q

Como a doutrina é recebida e reformulada em sua igreja local? Como isso poderia 

acontecer de uma maneira mais dinâmica e envolvente?

4. Como a doutrina foi reavivada nas últimas décadas?

O movimento ecumênico moderno revigorou o processo de igrejas explorando a 

doutrina conjuntamente. Isso aconteceu especialmente através do movimento de Fé 

e Ordem, que surgiu do movimento missionário no século XIX, quando as igrejas se 

tornaram cada vez mais conscientes da necessidade de entender e trabalhar umas 

com as outras:

Conselho Mundial de Igrejas, “O que é Fé e Ordem?”:

O desejo de curar ou impedir a divisão cristã é tão antigo quanto a própria 

divisão cristã, que, como testemunha o Novo Testamento, data das próprias 

origens do cristianismo. No entanto, no moderno movimento ecumênico do 

século passado, as tentativas de sanação assumiram amplamente duas formas 

complementares, que podem ser caracterizadas como “discutir em conjunto” e 

“fazer em conjunto”. Em qualquer divisão humana, seja no nível de uma família, 

uma amizade ou uma instituição, o encontro precisa ser uma combinação de 

discussão - o que aconteceu para provocar a divisão, o que realmente nos divide, 

o que pode ser feito para nos unir, e ação - começando a agir de alguma maneira 

juntas/os e a construir, ou reconstruir, algum tipo de vida comum. 

Os movimentos que surgiram no final do século XIX e no início do século XX, 

movimentos que geraram o movimento ecumênico moderno, refletiram essas 

formas. O “agir” foi representado pelo Movimento Vida e Obra, enquanto a 

“discussão” era tarefa do Movimento Fé e Ordem. É preciso enfatizar mais uma 

vez que essas duas áreas de atividade e suas preocupações sempre foram vistas 



Em Que Os Anglicanos Acreditam?

15

como complementares: a discussão é sobre o que os cristãos fazem e o que são, e 



o fazer envolve muita discussão cooperativa!

Hoje, o Movimento Vida e Obra está representado no Conselho Mundial 

de Igrejas nas áreas de atividade em que as igrejas cristãs agem de forma 

cooperativa: por exemplo, na educação, na resposta humanitária e nos programas 

voltados contra a injustiça e o abuso de pessoas e o meio ambiente.

O movimento Fé e Ordem é também parte integrante do Conselho Mundial de 

Igrejas. O objetivo do movimento Fé e Ordem sempre foi, e ainda é, “proclamar a 

unicidade da Igreja de Jesus Cristo e chamar as igrejas à meta da unidade visível”. 

O principal meio de atingir esse objetivo é através de programas de estudo que 

lidam com questões teológicas que dividem as igrejas.

As igrejas exploraram extensivamente aspectos da fé no diálogo formal com outras 

igrejas, tanto bilateralmente (como nas Consultas Internacionais da Anglicana 

Católica Romana - ARCIC) quanto multilateralmente (como no movimento Fé e 

Ordem do Conselho Mundial de Igrejas).



Q


Baixar 1.66 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   24




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal