TranscriçÃo dos vídeos



Baixar 62.34 Kb.
Página1/4
Encontro13.06.2020
Tamanho62.34 Kb.
  1   2   3   4

TRANSCRIÇÃO DOS VÍDEOS

Bolsista INTERSSAN : Ana Lenise Dos Santos Correia

MÓDULO 15-O Segundo Desafio do Plano Nacional de SAN (PLANSAN) (parte 2)

As metas para a biodiversiadade e acesso às politicas públicas.

Professor Drº: Davis Gruber Sansolo

Professora Drª: Mónica Schiavinatto

O que é Biodiversidade? Como ela se forma?  Como se desenvolveu? E como ela está hoje em dia?

·          Biodiversidade é um conceito amplo que se refere as variedades de paisagens, ecossistemas, espécies e genes, incluindo seus diferentes processos e funções.

·          consultar:

htt://www.scielo.br/pdf/his/v32n2/a03v32n2.pdf


Que fatores influenciam na formação da biodiversidade atual?

Um dos determinantes de evolução das espécies: Deriva continental.

Temos uma diversidade de ecossistemas, sistemas marinhos, diversidade de espécie e diversidade temática, todos eles se complementam e têm importância e relação entre eles, o que interfere e o que vem sendo condicionante para o desenvolvimento da biodiversidade. O estudo da biodiversidade é muito amplo, tem alguns elementos que chamam a atenção para importância da compreensão da biodiversidade como um processo. Processo esse que levou milhões de anos desde a formação do planeta terra, e alguns processos são determinantes e influenciaram muito a distinção e a configuração da biodiversidade como temos hoje em dia, um deles é baseado numa teoria chamada teoria deriva continental, que o planeta antes era formado por uma só massa continental que estava acima da água devido às pressões internas da terra. Essa massa foi se separando e formando então os continentes e se configura como temos hoje, inclusive há estudos que demonstram que ainda essas placas que estão aqui está flutuando sobre uma massa quente e mole que é magma, então temos que a crosta terrestre que está influenciando sobre uma massa fluida ela ainda continua se amplificando, por exemplo, aos estudos que demonstram que o continente Sul Americano ainda está se separando da África. Quando esses continentes se separaram e, portanto, também evoluíram de uma forma diferente.

O outro elemento que influencia a diversidade contemporânea da vida no planeta são as mudanças climáticas desde que o mundo existe há um processo de mudanças climáticas e nos últimos cem anos teve a última glaciação.

Glaciação- é a ampliação das calotas polares e isso tem a ver com a posição da terra em relação ao sol que faz com que tempos em tempos haja uma amplificação das calotas polares e, portanto, o resfriamento da temperatura da terra o que faz com que a água no estado líquido diminua e amplie-se a água no estado sólido. Com isso a unidade no planeta diminui fazendo com que os seres vivos que estão adaptados a uma situação de mais unidade se refugiem para lugares mais úmidos e os seres que estão adaptados aos lugares secos expandem pelo território porque eles ficam mais adaptados.

Tem outros elementos que influenciam na diversidade das espécies, uma das teorias mais importantes que se explica a diversidade das espécies é a evolução e distribuição das espécies que é composta por dois fatores importantes, a carga genética e meio ambiente.


O Davi com a teoria da evolução das espécies já explicou que um dos fatores fundamentais para que as espécies se evoluem é a carga genética com a qual elas se desenvolveram, porque dependente do tipo de genética ela consegue melhor sobreviver a uma situação do ambiente.
Teoria que como as espécies passaram a evoluir e se dispersar pelo planeta. A gente tem duas hipóteses, uma é de Davi Cariacica e outra é a Dispersão. A de Davi Cariacica é que tem uma espécie ancestral de um determinado organismo ancestral que num determinado momento encontram uma barreira, quando essa barreira é por exemplo uma mudança climática mais úmida trouxe para um determinado território um rio, esse rio vai separar duas populações que antes era um só. A teoria da dispersão onde a gente tem uma população ancestral e que encontra uma barreira onde parte dessa população consegue superar essa barreira e a outra parte não consegue. A que ficou vai evoluir de um jeito e a que conseguir transpor a barreira vai evoluir de outro jeito. Um exemplo bastante interessante no estado de São Paulo é a ilha da queimada grande, lá tem uma espécie de serpente que é a Jararaca e Leoa que evoluiu quando houve o período da glaciação em que ela fazia parte de uma mesma população continental quando houve o período da retração da glaciação e aumentou o nível dos oceanos separam as ilhas do continente e essas cobras que estavam ali nessa ilha tiveram que evoluir. Elas tinham uma carga genética que possibilita ela evoluir e desenvolver estratégias em relação ao ambiente que faz com que ela se tornasse uma espécie diferente da espécie da Jararaca que tem brotox, ela por exemplo desenvolveu um veneno muito rápido e poderosa para poder atacar as aves. As aves quando elas pousam na ilha o veneno tem que ser eficiente para ela não voar e a cobra poder alimentar, então esse é um tipo de exemplo que demonstra uma situação de Davi Cariacica, onde a população foi separada pelo aumento do nível do mar.
Na amazónia temos rio que apareceram e separam população de anfíbios, eles se desenvolveram de formas distintas, isso todo fez com que a biodiversidade no planeta também tivesse graus diferentes de riqueza e quantidade de populações e indivíduos distribuindo-se de forma diferente.

Exemplo de um mapa retirado de um atlas mundial que fala sobre biodiversidade e que apresenta distribuição da biodiversidade da riqueza da biodiversidade no planeta (o que está mais verde é onde tem maior concentração da biodiversidade no planeta) então estamos vendo o Brasil e vários países da América do Sul e América central, são uma das regiões de maior índice de biodiversidade no planeta, assim como Índia e os países da Indonésia (Madagáscar). Então vê-se que nas regiões intertropicais é onde tem maior concentração de diversidade de vida no planeta e quando mais a gente se afasta dessas regiões quentes e unimas, essa biodiversidade vai diminuindo.

Temos por exemplo florestas e pinheiros que são muito poucos às espécies de árvore que embora elas sejam abundantes. Um dos indicadores importante da biodiversidade é a vegetação, porque a vegetação na cadeia alimentar ela é a base para diversos outros organismos, então seja para consumidores são herbívoros que depois vão alimentar os carnívoros quanto para decompositores, então esse que está no meio do caminho na base da cadeia alimentar que é a vegetação, é indicador importante de biodiversidade, então tem-se um vermelho a mata atlântica no Brasil, que é considerado um ecossistema extremamente bio diverso no sul da Bahia, tem pesquisas que mostra que tem mais de cem árvores por equipares, maior índice de biodiversidade arbórea do mundo. Isso faz com que ela tenha muita importância nessa biodiversidade biológica na mata atlântica. Por outro lado, do ponto de vista da biodiversidade diversa e ao mesmo tempo disponível, ela tem uma característica importante, é o ecossistema mais ameaçado do Brasil, por isso ela é considerada por Maiarci como Rot Spot da biodiversidade.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal