Texto original



Baixar 190.47 Kb.
Pdf preview
Página1/13
Encontro22.07.2022
Tamanho190.47 Kb.
#24333
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13
AInformaçãoComoCoisa


Pós-Graduação em Ciência da Informação e Documentação – ECA/USP – 1º sem./2004 
Disciplina: Formas de estruturação e mediação da informação institucionalizada 
Profas. Johanna W. Smit e Maria de Fátima M. Tálamo 
TEXTO ORIGINAL 
BUCKLAND, M.K. Information as thing. Journal of the American Society for Information Science 
(JASIS), v.45, n.5, p.351-360, 1991.
 
TRADUÇÃO LIVRE DE LUCIANE ARTÊNCIO 
Informação como coisa 
 
 
Michael K. Buckland 
School of Library and Information Studies, University 
of Califórnia, Berkeley, CA 94720 
 
Três significados de “informação” são 
distinguidos: “Informação-como-processo”; 
“informação-como-conhecimento”; e 
“informação-como-coisa”, o uso atribuído a 
“informação” para denotar coisas entendidas 
como informativas. A natureza e características 
da “informação-como-coisa” são discutidas
utilizando uma aproximação indireta (“Que 
coisas são informativas?”). Variedades de 
“informação-como-coisa” incluem dados, textos, 
documentos, objetos e eventos. Nesse ponto de 
vista “informação” inclui comunicação mas 
ainda vai além. Qualquer que seja o sistema de 
armazenamento e recuperação da informação 
necessita da “informação-como-coisa”. Estes 
três significados de “informação”, junto com o 
“processamento da informação”, oferece uma 
base para a classificação de atividades de 
informação relacionadas com atividades 
diferentes
 
(ex., retórica, recuperação 
bibliográfica, análise estatística) e, desse modo, 
define um campo para a “ciência da 
informação”. 
 
I
NTRODUÇÃO

A AMBIGUIDADE DO TERMO 

Baixar 190.47 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal