Teste para identificaçÃo e quantificaçÃo de proteínas também conhecido como: Teste do Biureto



Baixar 16.02 Kb.
Encontro13.10.2022
Tamanho16.02 Kb.
#25769
TESTE PARA IDENTIFICAÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DE PROTEÍNAS

TESTE PARA IDENTIFICAÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DE PROTEÍNAS

Também conhecido como: Teste do Biureto, que é um teste geral para proteínas e peptídeos com mais de dois aminoácidos. A reação do Biureto é o resultado da formação de um complexo entre Cu2+ e as proteínas ou peptídeos com mais de dois aminoácidos. Ele comprova a existência de proteínas em alimentos ou soluções.


Se trata de um teste colorimétrico, que funciona na medição de um parâmetro em que sua concentração é medida através do desenvolvimento da cor e sua intensidade após a adição de um reagente químico. Nesse experimento, quanto maior a concentração de proteínas mais violeta ficaria a solução.
Em nosso experimento a reação foi acelerada pelo hidróxido de sódio, e se baseia na presença do cobre ao reagir com o aminoácido.


Tabela comparativa com as concentrações de proteínas encontradas nos alimentos analisados. (Do alimento com menor para o com maior concentração)


Água
(controle negativo)

Sal

Amido

Farinha de trigo integral

Soja

Leite em pó

Farinha de feijão

Amêndoa

Colágeno


Principais proteínas identificadas em cada alimento:
(não encontrei, podemos mandar mensagem para a professora se ninguém achar)

O recomendado é ingerir diariamente cerca de 0,75g de proteína por quilo de peso corporal, para adultos que não são muito ativos. Em média, 55g para homens e 45g para mulheres. A carência proteica pode levar a queda de cabelo, rachaduras na pele e perda de peso à medida que a massa muscular diminui, inclusive, é dito por alguns especialistas que não consumir proteína após o exercício pode significar o não ganho de massa muscular. Além disso como proteínas são fundamentais para a produção de anticorpos sua baixa ingestão pode afetar o sistema imunológico, reduzindo a resposta imune. Por outro lado, o excesso de proteínas pode causar o aumento do risco de doenças cardiovasculares, pedra nos rins, aumento de peso e problemas no fígado.


Fontes: https://cesad.ufs.br/ORBI/public/uploadCatalago/12221710072012Quimica_Biomoleculas_aula_5.pdf
https://educador.brasilescola.uol.com.br/estrategias-ensino/teste-biureto-sala-aula.htm
https://www.sistemasaquaponicos.com.br/testes-colorimetricos#:~:text=Os%20testes%20colorim%C3%A9tricos%20tem%20seu,(s)%20(qu%C3%ADmicos).
https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/bbc/2018/06/17/qual-e-de-fato-a-quantidade-de-proteina-de-que-nosso-corpo-precisa.htm
https://boaforma.abril.com.br/alimentacao/5-sinais-proteina-suficiente/
https://www.hcor.com.br/imprensa/noticias/excesso-de-proteina-pode-sobrecarregar-os-rins-alerta-nefrologista-do-hcor/#:~:text=Entre%20as%20principais%20consequ%C3%AAncias%20do,prote%C3%ADnas%20que%20se%20deve%20comer.
Baixar 16.02 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal