Territorio e Sociedade3 pnld18 pr pontualOK. pdf



Baixar 59.14 Mb.
Pdf preview
Página76/520
Encontro29.09.2021
Tamanho59.14 Mb.
1   ...   72   73   74   75   76   77   78   79   ...   520
Figura 13.
 “Junte-se ao IRA” é a frase pintada na parede da casa de Londonderry, cidade da Irlanda 
do Norte, em 1976.
Reino Unido 
Formado pela Grã-Bretanha 
(Inglaterra, Escócia e País de 
Gales) e Irlanda do Norte.
P
ACO FREIRE/DEMOTIX/CORBIS/FOTOARENA
W
A
TFORD/MIRRORPIX/CORBIS/FOTOARENA
40
Unidade 1  |  Etnia, diversidade cultural e conflitos 
TS_V3_U1_CAP02_031_059.indd   40
23/05/16   19:03


Os conflitos obrigaram o Reino Unido a assinar, em 1921, o Tratado Anglo-Irlandês. 
Por ele, os condados do Sul, com população majoritariamente católica e de origem 
irlandesa, formaram o Estado Livre da Irlanda; os condados do Norte (Ulster), de 
maioria protestante e origem inglesa, permaneceram ligados ao Reino Unido. Esse 
processo de independência encerrou-se somente em 1937, quando foi constituído o 
novo país, denominado República do Eire (Irlanda), reconhecido pelo Reino Unido 
apenas em 1949. A Irlanda do Norte permaneceu ligada ao Reino Unido.
Na segunda metade do século XX, a ação violenta do IRA intensificou-se na 
Irlanda do Norte, com a realização de vários atentados contra autoridades e institui-
ções britânicas. A situação agravou-se em 1969, quando o exército inglês passou a 
intervir no conflito, atacando também de forma violenta os irlandeses católicos (que 
apoiavam a independência).
Em 1998, um acordo de paz determinou a deposição das armas pelo IRA (concluída 
em 2005) e pelos grupos paramilitares protestantes e a libertação de presos políticos.
Em 2007, formou-se um governo de coalizão, reunindo o Partido Unionista 
Democrático e o Sinn Féin, garantindo à Irlanda do Norte o retorno à autonomia 
regional. Nesse mesmo ano, o exército britânico encerrou uma intervenção militar 
de quase quatro décadas na Irlanda do Norte e instalou um governo compartilhado 
entre católicos e protestantes.
A Irlanda do Norte permanece ligada ao Reino Unido, mas o acordo admite a 
separação futura, caso seja a vontade da maioria da população. Isso reflete uma 
mudança estratégica na luta pela libertação do domínio britânico, que passou a se 
realizar pela via política. 
Em outubro de 2009, o Exército Irlandês de Libertação Nacional (Inla), uma 
facção radical e dissidente do IRA, que não havia aceitado anteriormente o acordo 
de paz, declarou a renúncia à luta armada e à violência, acrescentando mais um 
componente no fortalecimento do processo de solução pacífica na disputa entre 
católicos e protestantes. Entretanto, a via pacífica não abandonou o objetivo de unir 
os condados que formam a Irlanda (figura 14).
Figura 14.
 A rainha da Inglaterra, Elizabeth II, cumprimenta o vice-primeiro-ministro da Irlanda do Norte 
na época, Martin McGuinness, ex-dirigente do IRA. Esse encontro, impossível há poucos anos, ocorreu 
em Belfast, capital norte-irlandesa, em julho de 2012, e expressa a consolidação do processo de paz.
Condado 
Divisão política adotada pela 
Irlanda; o termo e os limites 
aproximados dos condados 
são remanescentes da Idade 
Média, quando determinada 
superfície do território era 
controlada por um conde.
FILME


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   72   73   74   75   76   77   78   79   ...   520


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal