Territorio e Sociedade3 pnld18 pr pontualOK. pdf


  GLOBALIZAÇÃO E FRAGMENTAÇÃO



Baixar 59.14 Mb.
Pdf preview
Página67/520
Encontro29.09.2021
Tamanho59.14 Mb.
1   ...   63   64   65   66   67   68   69   70   ...   520
1
  GLOBALIZAÇÃO E FRAGMENTAÇÃO
Nas últimas décadas do século XX, ao mesmo tempo em que se intensificava o 
processo de globalização, ampliavam-se os conflitos étnico-nacionalistas, muitos 
deles relacionados a movimentos separatistas. A ampliação desses conflitos revela 
uma situação aparentemente contraditória. Ao mesmo tempo em que a reprodução 
da modernidade, em nível global, tende a homogeneizar hábitos – por meio do 
consumo e da indústria cultural – e a integrar mercados – por meio das organiza-
ções supranacionais –, diversos povos reforçaram sua identidade étnica, lutando 
e conquistando a 
autonomia nacional, fragmentando o mundo num número cada 
vez maior de países. Leia o Entre aspas.
Os conflitos étnico-nacionalistas estão relacionados, de modo geral, à formação 
de países que abrigam diversas nações (
multinacionais ou multiétnicos). São 
conflitos históricos, de origens diversas, que, em alguns casos, se aguçaram com 
o final da Guerra Fria e o enfraquecimento do bloco socialista, como foi o caso dos 
países do Leste europeu, após a desintegração da ex-União Soviética e a perda de 
sua área de influência.
Os principais fatores que motivam as lutas separatistas de cunho 
nacionalista 
são a não aceitação das diferenças étnicas e culturais, a existência de privilégios 
impostos pela supremacia de um grupo sobre outro, os interesses econômicos 
de determinados grupos sociais e o desejo das nações de constituírem seus 
próprios Estados.
Visões nacionalistas extremistas pregam o uso da força para defender seus inte-
resses e consideram o outro, em função das diferenças étnicas, como inimigo e 
adversário. Nessa concepção, o nacionalismo confunde-se com o racismo e a 
xeno-
fobia. Foi essa concepção de nacionalismo que Hitler colocou em prática na Alema-
nha nazista de 1933 a 1945 (figura 1).
Figura 1. 
Multidão saúda líder nazista Adolf Hitler durante discurso no estádio Nuremberg, Alema-
nha, em 1937.
Nacionalismo
Trata-se de um sentimento 
de consciência coletivo de per-
tencer a uma nação, ou seja, 
de compartilhar uma língua, 
cultura, valores sociais e uma 
região geográfica carregada 
de significados históricos. O 
nacionalismo é a força que une 
um conjunto de pessoas que 
aspiram o domínio de um ter-
ritório comum e preservação da 
sua identidade nacional. Mui-
tas vezes, o nacionalismo ao 
glorificar virtudes nacionais é 
usado para subestimar e excluir 
os direitos de outras 
nacionalidades. 
Xenofobia
O termo é usado aqui para 
referir-se às formas de 
preconceito étnico, cultural e a 
grupos minoritários estrangeiros.
HUL
TON-DEUTSCH COLLECTION/CORBIS/FOTOARENA
32
Unidade 1  |  Etnia, diversidade cultural e conflitos 
TS_V3_U1_CAP02_031_059.indd   32
23/05/16   19:03




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   63   64   65   66   67   68   69   70   ...   520


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal