Territorio e Sociedade3 pnld18 pr pontualOK. pdf



Baixar 59.14 Mb.
Pdf preview
Página340/520
Encontro29.09.2021
Tamanho59.14 Mb.
1   ...   336   337   338   339   340   341   342   343   ...   520
Figura 21. 
Colheita mecanizada 
de milho em Cornélio Procópio 
(PR), 2015.
DELFIM MAR
TINS/PULSAR IMAGENS
259
Capítulo 11  –  Complexos regionais brasileiros 
NÃO ESCREVA
NESTE LIVRO.
TS_V3_U4_CAP11_242_271.indd   259
7/10/17   5:33 PM


Aproximadamente 60% do rebanho bovino 
brasileiro encontra-se no Centro-Sul, com des-
taque para Minas gerais, goiás, Mato grosso 
do Sul e Rio grande do Sul. No caso de Mato 
grosso, a maior parte do rebanho está no 
Complexo Regional da Amazônia. O Triângulo 
Mineiro, o Pantanal Mato-grossense, a Cam-
panha gaúcha, o sul de Minas e o sudeste de 
goiás são regiões que se destacam na pecuária 
do Centro-Sul. O complexo regional também se 
destaca pela presença do rebanho de suínos, 
com cerca de 70% do rebanho nacional, sendo 
50% concentrados no Paraná, em Santa Cata-
rina e no Rio grande do Sul (figura 22).
O Centro-Sul também apresenta dispari-
dades socioeconômicas no espaço rural. A 
região do Vale do Ribeira, no sul do estado de 
São Paulo, por exemplo (maior PIB do Brasil), 
ainda apresenta indicadores sociais ruins.
•   cerrado: desmatamento  
e conservação
O Cerrado distribui-se por extensa área 
do país, sobretudo no Centro-Sul. A partir da 
década de 1970, passou a ser intensamente 
desmatado para o desenvolvimento da agro-
pecuária. A correção da elevada acidez do solo, por meio da aplicação de nutrientes 
e de calcário, e o relevo relativamente plano estimularam o desenvolvimento da 
agricultura em áreas do Cerrado. Agricultores de vários estados, sobretudo do sul 
do país, dirigiram-se para a região. Inicialmente, os estados mais procurados foram 
goiás, Mato grosso do Sul e Mato grosso. desde o final do século xx, trechos de 
Cerrado dos complexos regionais Amazônia e Nordeste (Tocantins, Bahia, Maranhão e 
Piauí) também passaram a ser desmatados e explorados pela agropecuária, baseada 
nas monoculturas do arroz e, sobretudo, da soja. Atualmente, cerca de 50% desse 
bioma já foram derrubados.
Em decorrência das pesquisas da Embrapa, os índices de produtividade no Cerrado 
atingiram crescimento expressivo. Isso se deu, em parte, por conta da modificação 
genética de várias espécies, como a soja, que até os anos 1970 era cultivada apenas 
nos estados com Clima Subtropical.
Atualmente, a atividade agropecuária em áreas originalmente do Cerrado é res-
ponsável por quase 50% da produção nacional de grãos (como soja, milho, arroz, 
feijão), aproximadamente 40% da de carne bovina e 35% da de leite de vaca. 
Apesar de o Cerrado apresentar grande biodiversidade (estima-se que abrigue 
cerca de 12 mil espécies de plantas), seus ecossistemas foram pouco estudados. 
Além do grande potencial farmacológico das plantas medicinais, a conservação do 
que ainda resta do bioma oferece inúmeros serviços ambientais, como estocagem 
de carbono, manutenção das características do clima regional, controle de erosão e 
preservação das condições das nascentes de boa parte das bacias hidrográficas do 
Brasil. É, portanto, urgente ampliar o percentual de áreas protegidas, que atualmente 
estão na casa dos 8%, sem considerar as Terras Indígenas.
Além do Cerrado, trechos litorâneos, o Pantanal e a reduzida área que ainda resta 
da Mata Atlântica e da Mata das Araucárias sofrem forte pressão antrópica (relativo 
à ação humana). Observe o mapa (figura 23, na página seguinte).
Estocagem de carbono 
É a propriedade da vegetação 
de sequestrar o carbono da 
atmosfera.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   336   337   338   339   340   341   342   343   ...   520


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal