Territorio e Sociedade3 pnld18 pr pontualOK. pdf


particularmente o Agreste e partes do Sertão



Baixar 59.14 Mb.
Pdf preview
Página299/520
Encontro29.09.2021
Tamanho59.14 Mb.
1   ...   295   296   297   298   299   300   301   302   ...   520

particularmente o Agreste e partes do Sertão, 
os fluxos migratórios se dirigem, mais intensa-
mente, para essas regiões.
1-1)
  Os movimentos migratórios internos são uma 
expressão de cenários nos quais as histórias 
familiares se misturam aos fenômenos econômi-
cos e sociais de uma cidade ou de uma região.
2-2)
  Os empregos que estão atraindo mais trabalha-
dores para a Região Norte concentram-se na 
produção de minerais metálicos, principalmente 
alumínio e ferro, e no extrativismo mineral.
3-3)
 A Região Centro-Oeste, que se encontra em 
franca expansão econômica, em face do agro-
negócio, está sendo a que mais atrai imigrantes 
de outras regiões do país.
4-4)
 Em decorrência da transformação da econo-
mia de outras regiões brasileiras, constata-se 
que uma onda de migração de retorno vem 
acontecendo para a Região Sudeste, sobretudo 
a partir da década de 1990, reordenando o 
processo de urbanização.
Faça no 
caderno
DACOST
A MAP
AS
217
capítulo 9  –  Migrações no Brasil 
TS_V3_U3_CAP09_200_219.indd   217
5/23/16   7:10 PM


RESPEITO PElA DIFERENÇA
Ao caminhar para a formação de uma sociedade 
global, o mundo contemporâneo cria e recria tensões 
e contradições, sejam elas econômicas, políticas, 
sociais ou étnicas. Estamos constantemente lidando 
com paradoxos: ao mesmo tempo em que a tecnolo-
gia permite que informações, mercadorias e capitais 
fluam mundialmente, há países, especialmente os 
mais ricos, fechando suas fronteiras aos migrantes 
pobres ou refugiados, contribuindo para a constru-
ção da imagem do migrante como o causador de 
diversos problemas econômicos, sociais, políticos e 
de segurança pública. 
O Brasil também precisa superar diversos compor-
tamentos preconceituosos para a construção de uma 
sociedade verdadeiramente democrática. O caminho 
para a construção de uma sociedade em que todos 
tenham seus direitos respeitados passa pelo reconhe-
cimento da própria identidade e da diversidade e pela 
compreensão, valorização e respeito às diferenças.  
A questão do preconceito e da intolerância tem sido 
um dos grandes dilemas a ser enfrentados no mundo 
atual. São discussões importantes e que envolvem o 
dia a dia de todo cidadão: a necessidade de conhecer, 
compreender e respeitar a diversidade humana. 
Esta proposta busca sistematizar os temas trabalhados, sobretudo nos Capítulos 8 e 9, mas também no Capítulo 1 deste volume. O objetivo é aprofundar e sensibilizar 
os estudantes sobre o preconceito racial. Para informações e orientações complementares, consulte o Manual do Professor – Orientações Didáticas.
Sites que podem ajudá-lo na realização deste projeto:
Direitos Humanos na Net 
http://dhnet.org.br/index.htm
Fundação Nacional do Índio – Funai 
www.funai.gov.br
Núcleo de Estudos Interdisciplinares 
sobre o Negro Brasileiro 
www.usp.br/neinb/
Japan Foundation São Paulo 
http://fjsp.org.br
Memorial do Imigrante 
www.memorialdoimigrante.org.br
Secretaria de Políticas de Promoção 
da Igualdade Racial 
www.seppir.gov.br
Ipea – Igualdade Racial 
www.ipea.gov.br/igualdaderacial/
Cartaz de campanha do Ministério 
Público do Trabalho contra o pre-
conceito racial e a favor da igual-
dade da mulher afrodescendente 
no mercado de trabalho.
MINISTÉRIO PÚBlICO DO TRABAlHO
218
unidade 3  |  espaço, sociedade e economia 
TS_V3_U3_CAP09_200_219.indd   218
5/23/16   7:10 PM


PROJETO: IDENTIDADE 
E TOLERÂNCIA


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   295   296   297   298   299   300   301   302   ...   520


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal