Territorio e Sociedade3 pnld18 pr pontualOK. pdf


Agentes da sociedade – Respeito pela diferença (p. 218)


Página493/519
Encontro29.09.2021
Tamanho
1   ...   489   490   491   492   493   494   495   496   ...   519
Agentes da sociedade – Respeito pela diferença (p. 218)
Conexões
Este projeto pode ser desenvolvido em conjunto 
com os professores de:
• História: processos de migração externa e 
interna no Brasil; 
•  Sociologia: conceito de identidade; comporta-
mentos na sociedade contemporânea;
•  Filosofia: respeito e ética; filosofia da diferença;
•  Língua Portuguesa: leitura e produção de textos 
de diferentes tipologias;
•  Arte: elaboração e produção de vídeos, exposi-
ções e apresentações artísticas.
Sugestão para o planejamento do projeto
•  1 aula: apresentação do projeto e organiza-
ção das etapas
•  1 semana, aproximadamente: para a reali-
zação da etapa 1
•  1 aula: para definir os grupos de trabalho, o 
formato das apresentações e atribuir tarefas
•  1 semana: para a elaboração das apresen-
tações
•  1 aula: para o debate e o encerramento 
do projeto
A história da humanidade é marcada por diversas 
mobilidades de curtas e longas distâncias. Nas últi-
mas décadas, os dados revelam um grande aumento 
do número de migrantes internacionais e intrarregio-
nais em decorrência da aceleração dos processos de 
globalização, das catástrofes ambientais e dos con-
flitos étnicos. Em alguns países, especialmente nos 
mais ricos, o preconceito em relação ao imigrante tem 
aumentado cada vez mais. Em alguns casos, grupos 
políticos, governos e parte da população estigmatizam 
os imigrantes em nome da segurança nacional e da 
diminuição dos gastos públicos. 
A questão do preconceito ao imigrante e a outras 
minorias, porém, não deve ser abordada, apenas, 
como um problema vivido pela população de outros 
países. Os estudantes devem ter consciência de 
que muitas vezes vivemos, em nosso país, diversas 
formas de discriminação e intolerância em relação 
a grupos indígenas, afrodescendentes, sem-terras, 
sem-tetos, migrantes internos, imigrantes, mulheres, 
idosos ou até mesmo crianças e jovens, além de 
outras minorias, muitas vezes tratadas com desres-
peito em nossa sociedade.
Esta atividade visa despertar nos estudantes a 
consciência crítica, a compreensão de sua própria 
identidade e da diversidade étnica do povo brasileiro. 
Dessa forma, espera-se que eles sejam capazes de 
valorizar a riqueza dessas diferenças, desenvolvendo 
argumentação consistente em favor da diversidade e 
do respeito a elas; de repudiar ações de intolerância 
e discriminação, sustentando uma análise crítica a 
essas ações e percebendo que elas não se apoiam 
em argumentos racionais; e de perceber o quanto 
atitudes de intolerância e preconceito são prejudiciais 
à vida em sociedade.
A primeira etapa deverá, necessariamente, ser 
realizada individualmente pelos estudantes. Para 
um desenvolvimento mais pleno, a integração com 
conhecimentos das disciplinas de Ciências Huma-
nas é fundamental. Converse previamente com os 
professores das disciplinas ou com o coordenador 
dessa área para viabilizarem uma abordagem inter-
disciplinar sobre o tema, explorando aspectos da 
colonização e do Império do Brasil e os diferentes 
fluxos migratórios para nosso país ao longo de sua 
história. Dê aos estudantes uma semana para a 
realização dessa etapa. Ao longo desse período, 
reserve alguns momentos das aulas para orientá-los 
e monitorar o andamento das pesquisas. Caso os 
estudantes não consigam todas as informações soli-
citadas nessa etapa, eles podem pesquisar apenas 
um dos lados (materno ou paterno) da família. Pro-
cure conhecer a ascendência de seus estudantes, 
buscando evitar constrangimentos caso não tenham 
conhecido e/ou vivido com seus pais biológicos. 
Nesse caso, faça as adaptações necessárias, de 
modo que eles possam investigar, por exemplo, a 
família adotiva ou cuidadora.
Para compilar as informações sobre a origem da 
turma, os estudantes podem compor dois mapas 
para indicar o local de nascimento de cada ante-
passado: um mapa-múndi para os nascidos fora do 
país e um mapa político do Brasil para os nascidos 
aqui. Esses mapas podem ser impressos (para isso 
devem ser providenciadas cópias ampliadas dos 
mapas) ou digitais. 
Para as informações sobre os hábitos culturais 
dos locais de origem podem ser montadas exposi-
ções, no caso de os estudantes conseguirem objetos, 
TS_V3_Manual_ParteEspecifica_315_384.indd   367
30/05/16   14:57


368
documentos, peças de vestuário, instrumentos de 
trabalho etc.; aulas de culinária, no caso de esco-
lherem produzir e apresentar alimentos e pratos 
típicos; apresentações artísticas, no caso de optarem 
por fazer apresentações de dança, música, artes 
plásticas etc. Outra possibilidade é os estudantes 
produzirem vídeos com depoimentos dos parentes. 
Converse sobre as diversas possibilidades com a 
turma, incentivando sua criatividade de modo que 
possam escolher as opções mais atrativas e viáveis 
a cada um.
Além do apoio das disciplinas da área de Ciên-
cias Humanas, a discussão sobre identidade e 
nação brasileira pode ser realizada conjuntamente 
com a área de Linguagens, pois em várias escolas 
literárias e artísticas a reflexão sobre a cultura e a 
identidade brasileiras está presente. Se não houver 
possibilidade de trabalhar conjuntamente com os 
professores de Língua Portuguesa e Arte, leve para 
a sala um fragmento de texto literário, uma poesia, 
letras de músicas, uma pintura etc. da época ou 
dos artistas citados que estimulem a discussão 
sobre identidade. 
Para sensibilizar os estudantes para a discussão 
sobre preconceito e discriminação no Brasil, você 
pode indicar a leitura do texto “Preconceitos”, da 
página 363 (esse texto pode ser lido na íntegra 
em: as-raizes-da-resistencia/>). Ao discutirem sobre 
preconceitos e discriminações sofridas ou infringidas 
ao outro, é importante avaliar as próprias atitudes 
e também as daqueles a quem amamos ou nos 
são próximos. Muitas vezes os jovens reconhecem 
atitudes preconceituosas ou discriminatórias por 

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   489   490   491   492   493   494   495   496   ...   519


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal