Territorio e Sociedade3 pnld18 pr pontualOK. pdf


Página281/519
Encontro29.09.2021
Tamanho
1   ...   277   278   279   280   281   282   283   284   ...   519
7.795
561.952
32.600
OCEANIA
ÁFRICA
25.096
EUROPA
865.681
244.498
ÁSIA
1.368.300
AMÉRICA
DO NORTE
AMÉRICA
DO SUL
AMÉRICA
CENTRAL
TRÓPICO DE CAPRICÓRNIO
EQUADOR
OCEANO
PACÍFICO
OCEANO
PACÍFICO
OCEANO
ÍNDICO
OCEANO
ATLÂNTICO


MERIDIANO DE GREENWICH
TRÓPICO DE CÂNCER
CÍRCULO POLAR ÁRTICO
CÍRCULO POLAR ANTÁRTICO
N
0
3.330 km
Ranking dos países com mais brasileiros – 2014
1
o
Estados Unidos
1.315.000
6
o
Reino Unido
120.000
2
o
Paraguai
 
349.842
7
o
Alemanha
113.716
3
o
Japão
 
179.649
8
o
Suíça
 
81.000
4
o
Portugal
 
166.775
9
o
França
 
70.000
5
o
Espanha
 
128.638
10
o
Itália
 
69.000
1.
  Quais continentes ou subcontinentes concentravam maior número de brasileiros? E menor número? 
2.
  Levante hipóteses para justificar o porquê desses continentes ou subcontinentes apresentarem o maior 
número de brasileiros.  
3.
  Observando o mapa e a tabela, o que se pode constatar em relação aos brasileiros presentes na Ásia?
4.
  Do total de brasileiros no exterior, calcule o percentual aproximado dos que vivem nos Estados Unidos.
Fonte: Ministério das Relações 
Exteriores. Tabela de estimativas 
de brasileiros no mundo. Disponível 
em: 
itamaraty.gov.br
>. Acesso em: 
fev. 2016.
Fonte: Ministério das 
Relações Exteriores. Tabela 
de estimativas de brasileiros no 
mundo. Disponível em: brasileirosnomundo.itamaraty.
gov.br
>. Acesso em: fev. 2016.
DACOST
A MAP
AS
205
capítulo 9  –  Migrações no Brasil 
TS_V3_U3_CAP09_200_219.indd   205
5/23/16   7:10 PM


Os primeiros movimentos mais significativos de saída de brasileiros foram regis-
trados na década de 1970, com a emigração, para o Paraguai, de sulistas que 
venderam suas terras ou perderam o emprego. Isso ocorreu devido à expansão da 
soja no oeste catarinense, no noroeste paranaense e no Rio Grande do Sul, o que 
acarretou a queda nas ofertas de trabalho na agricultura, por conta do elevado nível 
de mecanização nesse tipo de lavoura. Sem perspectivas de trabalho ou terras para 
cultivar, muitos brasileiros buscaram terras no Paraguai. 
Conhecidos à época como “brasiguaios”, hoje vivem no Paraguai cerca de 350 mil 
emigrantes brasileiros e seus descendentes, representando cerca de 5% da população 
daquele país. A maioria deles ocupa terras na fronteira entre o Brasil e o Paraguai.
A partir da segunda metade dos anos 1980, milhares de brasileiros saíram do 
país, em direção aos Estados Unidos, ao Japão, ao Paraguai e a países da Europa.
No início da década de 1990, os Estados Unidos continuaram recebendo uma 
grande quantidade de imigrantes nesse período, inclusive do Brasil. Os Estados Uni-
dos são o principal destino dos brasileiros que deixam o país, lá conhecidos como 
“brasucas”. Apesar de parte significativa desses migrantes ter alguma formação 
profissional, lá exercem trabalhos braçais e de menor remuneração. São babás, faxi-
neiros, engraxates, balconistas, operários da construção civil, que, em sua maioria
estão em situação ilegal (figura 6).
Milhares de brasileiros de ascendência japonesa foram atraídos por ofertas de 
trabalho no Japão. Muitos tinham formação superior e emigraram para atuar como 
operários na indústria japonesa ou exercer atividades pouco qualificadas e com 
baixa remuneração para os padrões japoneses. Esses brasileiros são conhecidos 
como decasséguis. Antes de o governo japonês tomar a iniciativa de utilizar mão de 
obra de descendentes de japoneses residentes em outros países, cerca de dois mil 
brasileiros já viviam no Japão. 
Por outro lado, o Japão atravessou períodos de estagnação ou fraco crescimento 
da economia. Tal situação fez com que o governo japonês oferecesse uma quantia 
em dinheiro para muitos imigrantes em troca do seu retorno aos países de origem. O 
número de brasileiros que viviam no Japão, que chegou perto de 317 mil em 2007, 
caiu para pouco menos de 180 mil em 2014. 
A Europa é outro destino dos brasileiros que migraram. Os países mais procura-
dos foram Reino Unido, Portugal, Espanha e Alemanha. Também lá, grande parte 
deles desenvolve traba-
lhos pouco valorizados e 
está em situação ilegal. 
Com a crise econô-
mica mundial iniciada 
em  2007/2008, muitos 
imigrantes residentes nos 
países europeus, nos Esta-
dos Unidos e no Japão 
perderam seus empregos. 
Diante do aumento das 
dificuldades de sobrevi-
vência, milhares retorna-
ram ao Brasil e, de modo 
geral, houve uma dimi-
nuição no fluxo de brasi-
leiros para esses países. 
Observe o gráfico (figura 
7, na página seguinte). 


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   277   278   279   280   281   282   283   284   ...   519


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal