Territorio e Sociedade3 pnld18 pr pontualOK. pdf


Página11/519
Encontro29.09.2021
Tamanho
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   ...   519
Língua Portuguesa
Romance e realidade
No século XIX, muitos autores europeus começaram a denunciar em suas 
obras as terríveis condições de vida dos moradores das cidades industria-
lizadas da Europa. Um dos principais exemplos é o escritor inglês Charles 
Dickens (1812-1870). Leia, a seguir, uma resenha e um trecho de uma de 
suas mais famosas obras, Oliver Twist.
“Numa cidadezinha da Inglaterra, uma jovem dá à luz um menino e morre 
em seguida. O pequeno órfão recebe o nome de Oliver Twist e vive seus pri-
meiros nove anos em instituições de caridade. Não suportando tantos maus-
-tratos, Oliver foge para Londres, onde inadvertidamente se junta a um bando 
de marginais, comandado por um dos grandes vilões da história da literatura 
– Fagin. Passa por muito sofrimento antes de viver feliz com a herança que o 
pai lhe deixou e a inesperada família que encontrou. […]”
Resenha de 
Oliver Twist. Disponível em: . Acesso em: fev. 2016.
Oliver Twist
“[...] as ruas de Londres à meia-noite, frias, úmidas, desabrigadas; os antros 
sórdidos e bafientos, onde o vício se comprime e carece de espaço para virar-
-se; o assédio da fome e da doença; os andrajos que mal se mantêm juntos; 
onde estão os atrativos dessas coisas? Não encerram uma lição e não sussurram 
algo além da quase despercebida advertência de um abstrato preceito moral?” 
DICKENS, Charles. 
Oliver Twist. São Paulo: Círculo do Livro, 1983. p. 4.
Bafiento
 
Que cheira a bolor.
Andrajos
Vestes sujas, esfarrapadas.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   ...   519


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal