Tecido muscular



Baixar 292.2 Kb.
Encontro19.01.2022
Tamanho292.2 Kb.
#21141
TECIDO MUSCULAR

TECIDO MUSCULAR

Tecido muscular é um tipo de tecido animal que apresenta como característica mais marcante sua capacidade de contração. Esse tecido é essencial para o funcionamento do nosso corpo, sendo ele o responsável por garantir, por exemplo, os nossos movimentos e o batimento do coração.

CARACTERÍSTICAS DO TECIDO MUSCULAR

O tecido muscular apresenta células com capacidade de contração, sendo também chamadas de fibras musculares. Essas células, ou fibras, são alongadas e apresentam grande quantidade de filamentos de proteínas contráteis, como actina e miosina.

Algumas estruturas das células musculares têm denominações específicas. A membrana celular, por exemplo, é denominada sarcolema. O citosol apresenta a denominação de sarcoplasma. Já o retículo endoplasmático liso é denominado retículo sarcoplasmático.



O tecido muscular apresenta células alongadas e ricas em proteínas com capacidade de contração.

IMPORTÂNCIA DO TECIDO MUSCULAR

Devido a sua capacidade de contração, extensibilidade, elasticidade e excitabilidade, o tecido muscular desempenha um papel importante no nosso corpo. É devido à presença dele que conseguimos:



  • Movimentar nosso corpo;

  • Garantir o batimento cardíaco;

  • Permitir a movimentação de várias substâncias, como o sangue e o alimento;

  • Garantir a estabilização do corpo e a manutenção da postura;

  • Permitir que alguns órgãos aumentem seu tamanho e retornem ao tamanho original;

  • Produzir calor pela sua contração.

CLASSIFICAÇÃO DO TECIDO MUSCULAR

O tecido muscular pode ser dividido em três grupos: tecido muscular estriado esquelético, tecido muscular não estriado e tecido muscular estriado cardíaco.



Observe os três tipos de tecido muscular existentes.


TECIDO MUSCULAR ESTRIADO ESQUELÉTICO

O tecido muscular estriado esquelético constitui a maior parte da musculatura do corpo dos vertebrados, formando o que se chama popularmente de carne.

O tecido muscular estriado esquelético é responsável pela contração voluntária do organismo. Ligado aos ossos, esse tecido é o responsável pela locomoção.

Apresenta fibras musculares longas, que podem atingir até 30 cm, cilíndricas e com vários núcleos na periferia das células. A contração desse tipo de tecido muscular é rápida e vigorosa e ocorre, geralmente, de maneira voluntária.

Nas fibras musculares, observa-se as miofibrilas, que são feixes de filamentos. Elas são formadas por quatro tipos de proteínas: a miosina, a actina, a tropomiosina e a troponina. Entre essas proteínas, a actina e a miosina são encontradas em maior quantidade.

As fibras musculares esqueléticas possuem um padrão de estriações transversais, conseguidas graças à alternância de faixas claras e escuras. Aquelas são formadas por filamentos finos (actina), enquanto estas são formadas tanto por filamentos finos quanto por filamentos grossos (miosina). A faixa escura é conhecida como banda A, e a clara, como banda I. No centro da banda I, observa-se uma linha escura transversal chamada de linha Z. Na banda A, no centro, observa-se uma região mais clara, chamada de banda H.




A contração do tecido muscular esquelético ocorre devido ao encurtamento dos sarcômeros, as unidades contráteis básicas desse tipo de tecido. Cada sarcômero (unidades repetidas das miofibrilas) é formado por duas metades de banda I e uma banda A ao centro, sendo ele, portanto, uma porção que fica entre duas linhas Z.



TECIDO MUSCULAR ESTRIADO CARDÍACO

Apresenta estriações e é encontrado na parede do coração. A contração desse tecido é vigorosa, rítmica e involuntária, portanto, não somos capazes de controlá-la. Possui fibras alongadas, com um ou dois núcleos, os quais estão localizados mais próximos à região central. Sua fibras musculares apresentam ramificações unidas por discos intercalares.

Esses discos garantem que sinais passem de uma célula para outra, permitem que a contração cardíaca seja sincronizada e evitam que uma célula separe-se da outra no momento do batimento cardíaco. Vale destacar, ainda, que as células desse tecido apresentam elevado número de mitocôndrias, uma vez que o gasto de energia para a contração é elevado.

TECIDO MUSCULAR NÃO ESTRIADO OU LISO

Não possui estriações, diferentemente dos demais. Suas células são longas, com um núcleo central, e apresentam formato fusiforme, ou seja, suas extremidades são mais estreitas que o seu centro. A contração desse tecido é involuntária e lenta. Ele pode ser encontrado na parede de vários órgãos, tais como bexiga, esôfago e artérias.






Graças aos nossos músculos, somos capazes de realizar a movimentação do nosso corpo.
Baixar 292.2 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal