Sobre o artista Vincent Van Gogh assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa



Baixar 0.56 Mb.
Encontro24.06.2021
Tamanho0.56 Mb.
#15291




ATIVIDADE




Sobre o artista Vincent Van Gogh assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.






Vincent van Gogh (1853-1890), pintor holandês de formação marcada pelo pensamento religioso, foi influenciado pelas obras dos pintores franceses impressionistas que conheceu por intermédio do irmão Theo Van Gogh, que era marchand.




Durante a estada do artista em Paris, entre 1886 e 1887, sua pintura passou por transformações, deixando o surrealismo da obra.




Sua fama, porém, é póstuma, surgindo quando o mundo descobriu seus trabalhos após uma exibição em Paris, em Março de 1901.




Sua obra impressionista, é um relato de sua própria vida, seus trabalhos acompanhavam tudo o que se passava dentro de sua mente, os cenários do seu cotidiano, sua loucura e a maneira como enxergava o mundo...um mundo que, a seus olhos, geralmente era amarelo. Esta cor não faz parte das obras do pintor.




Alguns historiadores afirmam que ele poderia ter sofrido de alguma doença ocular que o fazia enxergar as coisas num tom azulado.




Outros, afirmam que o artista era daltônico.




Tudo o que teve em vida foi a compaixão de seu irmão Theo, com o qual trocava cartas e quem o sustentou a vida toda - e uma orelha cortada.





A Cadeira de Van Gogh com Cachimbo é uma obra de 1888 do pintor holandês Vincent Van Gogh. A cadeira de Van Gogh foi pintada em contraponto à obra A cadeira de Gauguin. Por meio desta obra,o pintor tenta exprimir as diferenças de personalidade e sociais entre ele e Gauguin, que eram dois grandes amigos.







Ao contrário da cadeira de Paul Gauguin, a de Van Gogh é uma cadeira simples, feita de madeira e palha, sem braços. No assento estão o cachimbo, companheiro inseparável do pintor, e o saquinho de tabaco.




Mas, deixou-nos um legado incomparável.

Suas pinceladas são os moinhos que moveram a História da Arte para novos rumos.






Em suas palavras: "Em vez de tentar reproduzir exatamente o que tenho à frente dos meus olhos, uso a cor de modo mais arbitrário, a fim de me expressar com mais vigor".




Teve vida atormentada e suicidou-se aos 37 anos.




Sua obra só foi valorizada ainda em vida. ****




A religião não era importante na vida de Van Gogh




Em Amsterdam ele estuda para concursos de Teologia, mas não passa em nenhum e vai trabalhar como missionário em um distrito de carvão na Bélgica onde vive em uma condição de muita pobreza.




Matricula-se na faculdade de Belas Artes de Bruxelas mas não se adaptava os modelos contemporâneos o que fez ele desistir.




Vai para Haia estudar com um grupo de paisagistas.




Van Gogh tinha muita dificuldade de se relacionar.




Na primavera de 1886 Van Gogh vai morar com seu irmão Theo em Paris que no momento era a capital da arte.




Em Paris viu pela primeira vez a obra dos pintores expressionistas e ficou enlouquecido.







Em Paris Van Gogh se volta para seu próprio tormento, ele pinta autorretratos com olhos muitos expressivos, criou mais de 43 autorretratos entre 1885 a 1889.





Tinha uma visão muito romântica dos artistas Japoneses e colecionava obras deles.




Em Paris ele conhece Gauguin e Toulouse-Lautrec,.




Em Paris ainda tinha surtos de melancolia, de raiva, não se sabe qual era o diagnóstico de Van Gogh, se era bipolar, epilético, se foi intoxicado pelo chumbo das tintas, ou o abuso do absinto.




Van Gogh pinta com clareza mental, não pinta em surtos.




Foi internado em um asilo em Saint-Remy em 1889.




Os dois últimos meses de vida do pintor foram os mais produtivos. No curto espaço de 60 dias, Van Gogh pintou 70 quadros.




Em agradecimento à amizade e dedicação do Dr. Gachet, Van Gogh pintou o seu retrato, em duas versões autênticas, no qual a figura do doutor Gachet aparece sobre um fundo azul. 




Campo de Trigo com Corvos é uma das pinturas mais famosas de Vincent van Gogh e talvez uma de suas últimas pinturas. A dramaticidade nela apresentada e o tema escolhido, funciona como um presságio de sua morte, que é comum ser associada ao suicídio do artista que aconteceu algumas semanas depois.





Fez três verões da obra “Quarto em Arles” entre 1888 e 1889. A última foi feita quando estava internado no hospício de Saint-Remy-de-Provence.






Baixar 0.56 Mb.

Compartilhe com seus amigos:




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal