Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem



Baixar 11.7 Mb.
Página663/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   657   658   659   660   661   662   663   664   665
Fala aí – p. 125

Resposta pessoal. Professor: Incentive os alunos a recorrerem à biblioteca cultural adquirida ao longo do Ensino Médio. Canções como “Fez-se mar”, do Los Hermanos, “Vilarejo”, de Marisa Monte, “Inclassificáveis”, de Arnaldo Antunes, “Uma canção é pra isso”, do Skank, talvez possam ser utilizadas como exemplos.


Página 431

O misticismo e a sensualidade – p. 126

1. a) Palavras do poema com inicial maiúscula: “Vida”, “Carne”, “Silêncio dos Espaços” e “Silêncio”.

b) Professor: Se julgar necessário, realize um pequeno debate para auxiliar os alunos na resposta a esta questão. “Vida”: refere-se a toda a existência humana; “Carne”: remete a todo desejo físico humano; “Silêncio dos Espaços” e “Silêncio”: referem-se ao Nada, à morte como início da “luz imortal” e da transcendência.



2. a) Abre os olhos à Vida e fica mudo! Oh! Basta crer indefinidamente para tudo ficar iluminado de uma luz imortal e transcendente.

b) Aconselha-se ao leitor que abra os olhos para a existência e fique mudo.

c) O eu lírico defende que basta que se creia indefinidamente para que tudo se ilumine de uma luz imortal e transcendente.

3. “Crer” seria “sentir”, como um secreto escudo, a alma risonha, lúcida, vidente, e abandonar o “sujo deus cornudo”, o “sátiro da Carne impenitente”.

4. a) O eu lírico aconselha que o homem abandone sua porção carnal, sexual, seus instintos mais primitivos, simbolizados pela figura pagã do sátiro grego, ente relacionado à pulsão sexual humana.

b) Resposta pessoal. Professor: Espera-se que os alunos percebam que, nesse poema, os desejos sexuais humanos são vistos como sujos e, por isso, distanciariam o homem do “eterno Silêncio dos Espaços”.



5. Agindo dessa forma, crendo verdadeiramente, o homem encontraria o “eterno Silêncio dos Espaços”, ou seja, o retorno ao Nada, à transcendência.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   657   658   659   660   661   662   663   664   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal