Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem



Baixar 11.7 Mb.
Página653/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
#16612
1   ...   649   650   651   652   653   654   655   656   ...   665
Se liga na l ngua literatura, produ o de texto, linguagem
Fala aí – p. 105

Resposta pessoal. Professor: Espera-se que os alunos percebam que o que Tzara sugere em sua “receita” é absolutamente o oposto do que Bilac defende em seu poema. Provavelmente, os parnasianos não considerariam poesia o que o dadaísta concebe como tal.


Página 428

Unidade 5 Simbolismo: novo mergulho na subjetividade

Capítulo 6 Simbolismo europeu: a arte da sugestão

Pra começar: conversa com a tradição – p. 113

1. Justo relata haver sonhado com um pássaro “grande, grave, branco”, que, em sua interpretação, remetia à imagem de Jesus Cristo crucificado. Essa ave apresentava a ele um discurso relacionado à liberdade, à paz de seu país e ao “esclarecimento do espírito dos homens”.

2. Ordenar a Justo que dissesse a todos os homens de seu país que se preparassem para o surgimento de um “mundo novo”.

3. O “mundo novo” referido pelo pássaro alude a uma Angola livre. Os “brancos” citados seriam os portugueses (europeus colonizadores), e os “pretos” seriam os angolanos, que retomariam casas, palácios, igrejas e quartéis, tornando-se libertos de Portugal, o que ocorreu em 1975.

4. Sugestão de resposta. O pássaro simboliza o desejo (sonho) de liberdade do povo angolano.

5. Em ambas as situações há a presença de pássaros e Justo auxilia uma coletividade. No episódio do sonho, ele atende ao pedido de uma ave divina e passa a ajudar os necessitados e a doutriná-los politicamente por meio dos discursos que lhe são transmitidos. Isso faz com que ele seja condenado ao desterro. No episódio do farol, por sua vez, Justo apaga a luz do local para socorrer as aves migratórias; com isso, causa um acidente com um “barco com tropas” e acaba condenado à prisão.


Baixar 11.7 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   649   650   651   652   653   654   655   656   ...   665




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal