Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem


O poeta das mulheres reais



Baixar 11.7 Mb.
Página64/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   60   61   62   63   64   65   66   67   ...   665
O poeta das mulheres reais

A poesia lírico-amorosa de Castro Alves propõe uma nova concepção do amor; seus versos, em geral, são habitados por mulheres reais, dotadas de corpos sensuais e almas intensas. Observe como, nas quadras iniciais de “Adormecida” — poema que compõe a única obra publicada em vida por Castro Alves, Espumas flutuantes (1870) —, a sensualidade feminina aparece em primeiro plano.



Leitura

Adormecida

Uma noite, eu me lembro... Ela dormia


Numa rede encostada molemente...
Quase aberto o roupão... solto o cabelo
E o pé descalço do tapete rente.

‘Stava aberta a janela. Um cheiro agreste


Exalavam as silvas da campina...
E ao longe, num pedaço do horizonte,
Via-se a noite plácida e divina.

De um jasmineiro os galhos encurvados,


Indiscretos entravam pela sala,
E de leve oscilando ao tom das auras,
Iam na face trêmulos - beijá-la.

Era um quadro celeste!... A cada afago


Mesmo em sonhos a moça estremecia...
Quando ela serenava... a flor beijava-a...
Quando ela ia beijar-lhe... a flor fugia...

[...]




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   60   61   62   63   64   65   66   67   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal