Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem


V. Leitura dramatizada de textos simbolistas



Baixar 11.7 Mb.
Página609/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   605   606   607   608   609   610   611   612   ...   665
V. Leitura dramatizada de textos simbolistas

Na unidade 5, os alunos aprenderam que os poemas simbolistas nem sempre são compreensíveis, característica que os torna misteriosos e enigmáticos. Constataram também que esse hermetismo tem uma razão de ser: os poetas procuram expressar em símbolos seu complexo universo interior. Nada nesses poemas de fim de século é explicado, descrito; tudo é sugerido. Outro aspecto importante nos textos simbolistas é a sonoridade. A impressão que se tem ao lê-los é de que foram feitos para serem proferidos em voz alta a fim de garantir o poder encantatório de suas palavras.

Agora, propomos uma atividade de leitura diferente. Divida a turma em grupos e organize uma leitura especial dos versos dos poemas “Branco e vermelho”, em que Pessanha trata da “enorme dor humana”, e “Antífona”, que abre a coletânea Broquéis, publicada por Cruz e Sousa em 1893. Os poemas podem ser acessados, respectivamente, em: e .

a) Separe as vozes mais graves das mais agudas.

b) Misture vozes masculinas e femininas.

c) Faça sobreposição de vozes.

d) Alterne leituras em volumes baixo e alto.

e) Brinque com as palavras, lendo-as rápida e vagarosamente.

f) Destaque sonoramente as repetições de palavras na leitura.

g) Se alguém souber tocar um instrumento musical, insira na apresentação violões, atabaques, pandeiros, etc. Fundos musicais eletrônicos também são bem-vindos.

Depois de pronta a leitura, apresente-a para a classe ou para a escola.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   605   606   607   608   609   610   611   612   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal