Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem


Álvares de Azevedo: o poeta dos contrastes



Baixar 11.7 Mb.
Página57/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   53   54   55   56   57   58   59   60   ...   665
Álvares de Azevedo: o poeta dos contrastes

A poesia romântica inovou ao abranger, além da idealização e da beleza, o cotidiano, o feio, o mórbido, o cômico, o sarcástico. A literatura de Álvares de Azevedo dialoga com essa visão mais ampla sobre a arte literária. Observe como esse contraste se apresenta no poema a seguir, que compõe a segunda parte da coletânea Lira dos vinte anos.



BAPTISTÃO

Estudante de Direito do Largo São Francisco, em São Paulo, boêmio e seguidor dos modismos românticos, Álvares de Azevedo (1831-1852) mostrou-se um artista sensível, leitor de Byron, Victor Hugo e Shakespeare. Morreu precocemente em consequência da tuberculose, e suas obras foram publicadas postumamente.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   53   54   55   56   57   58   59   60   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal