Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem



Baixar 11.7 Mb.
Página472/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   468   469   470   471   472   473   474   475   ...   665
Preposições essenciais

Locuções prepositivas

a

desde

sob

abaixo de*

através de

junto com

antes

em

sobre

acerca de

de acordo com

graças a

após

entre

trás

a fim de

dentro de

para cima de

até

para




além de

depois de

por causa de

com

perante




antes de

devido a




contra

por




apesar de

em frente a




de

sem




a respeito de

em vez de




*Observe que o elemento final das locuções prepositivas é sempre uma preposição.

Sabia?


A antiga preposição per deixou de ser usada isoladamente e foi substituída por por. No entanto, ainda aparece em contrações com artigos, formando pelo, pela, pelos e pelas.

ainda as preposições acidentais, palavras de outras classes gramaticais que podem, em certos contextos, funcionar como preposições. Em “Este comércio é irregular segundo a lei”, a palavra segundo conecta dois termos, função principal das preposições. Outros exemplos: conforme, exceto, menos, salvo, senão.



Preposições são palavras invariáveis que relacionam dois termos de uma oração, cabendo ao segundo termo completar ou explicar o primeiro.

Valores semânticos das preposições

Leia a tirinha e responda às questões.

ARMANDINHO

ALEXANDRE BECK



1 As tiras de Armandinho exibem o universo infantil. Que problema envolvendo crianças e adolescentes é o contexto dessa tirinha?

O bullying, isto é, a intimidação moral.

2 A referência ao universo infantil limita o alcance da reflexão apresentada? Justifique.

Não. A ideia de intimidação moral ou física se estende também ao mundo adulto, com outras características.

3 Que diferença existe entre “rir dos outros” e “rir com os outros”?

“Rir dos outros” é tornar outras pessoas alvo de brincadeiras indevidas, enquanto “rir com os outros” significa divertir-se em companhia de outras pessoas.

Nas duas primeiras falas, empregou-se um jogo de palavras para reforçar a mensagem transmitida. Para isso, trocou-se a preposição de (+ os = dos) por com, o que resultou em uma mudança significativa do sentido das expressões.


Página 339

As preposições conectam os termos estabelecendo relações semânticas, isto é, relações de sentido. Observe outros exemplos neste anúncio publicitário:



REPRODUÇÃO/JULIUS OHTA (ILUSTRAÇÃO)/Y&R

A primeira ocorrência da preposição de conecta os termos estabelecendo uma relação de origem (“dos céus”), enquanto a segunda (“do Brasil”) e a terceira (“da Itália”) indicam posse. Já a preposição para exprime primeiramente destino (“para os céus da Itália”) e depois finalidade (“para voar”). Com um conjunto relativamente pequeno de preposições essenciais, é possível indicar diferentes relações semânticas, pois uma mesma preposição assume sentidos diversos.

Há situações, porém, em que o valor semântico da preposição não se sobressai. Releia a última fala da tirinha: “Brincadeira de verdade é quando todos se divertem”. Aqui, a preposição de funciona como um elo sintático, necessário para a formação da locução adjetiva de verdade, e seu sentido tem menos destaque. A função dela, nesse caso, é relacional, sendo exigida pela estrutura do enunciado. Certos verbos, por exemplo, sempre exigem uma preposição para o acréscimo de seu complemento, como é o caso de gostar. Veja:



FRANK & ERNEST, BOB THAVES © 2003 THAVES/DIST. BY UNIVERSAL UCLICK

O emprego da preposição de nessa tirinha não é uma opção estilística; ela é necessária: os falantes não reconheceriam como válida a construção “Gosto final feliz”.
Página 340

Não existe uma classificação das preposições conforme seus valores semânticos, mas é possível identificar esses valores no contexto de cada frase. Alguns exemplos:


Tempo: As aulas começam às 8 horas.
Lugar: Residem em Belém.
Origem: Vim do Ceará.
Destino: Fui para Palmas.
Limite: Ficou no clube até as cinco horas.
Modo: Contou a história aos prantos.
Companhia: Viajou com a irmã.
Meio: Deslocavam-se a .
Causa: Tremia de frio.
Posse: Era um texto de Camões.
Qualidade: Retratou uma cena de inverno.
Matéria: Adorava doce de leite.
Finalidade: Anotava para não esquecer.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   468   469   470   471   472   473   474   475   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal