Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem



Baixar 11.7 Mb.
Página438/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   434   435   436   437   438   439   440   441   ...   665
Modos verbais

A propriedade do verbo de mostrar como o falante se posiciona diante do conteúdo de seu enunciado chama-se modo. Existem três modos verbais na língua portuguesa.

Modo indicativo: exprime um fato de maneira definida, real, independentemente de a frase ser afirmativa, negativa ou interrogativa. Mesmo quando se refere ao futuro, o verbo nesse modo sugere que a ação é vista como algo que certamente ocorrerá: Ele virá.

Modo subjuntivo: indica suposições e fatos considerados possíveis, mas de realização incerta. É usado sobretudo em orações subordinadas e se relaciona, principalmente, com verbos que indicam desejo, proibição e vontade: Tomara que ele venha.

Modo imperativo: emprega-se na expressão de ordens, conselhos, súplicas, encorajamentos (exortações) e pedidos, noções geralmente diferenciadas pela entonação, no caso da fala, e pelo contexto, na fala e na escrita: Venha por aqui.

O anúncio publicitário a seguir faz parte de uma campanha cujo objetivo é proteger a fauna. O slogan de língua inglesa “Give a hand to wildlife”, cuja tradução literal é “Dê uma mão para a vida selvagem”, emprega um verbo no imperativo que deve ser visto como um pedido ou um encorajamento. As peças dessa campanha exploram o sentido da palavra mão, usando essa parte do corpo humano para representar, por meio de pinturas bastante realistas, animais em risco.



REPRODUÇÃO/SAATCHI & SAATCHI SIMKO



Tempos verbais

Vejamos agora os usos mais frequentes dos tempos verbais simples e compostos nos modos indicativo e subjuntivo. O imperativo não é dividido em tempos.

Presente do indicativo

• Em geral, indica um fato que se realiza no momento da fala: Moro no interior de São Paulo.

• Expressa um fato ou estado permanente: Ursos hibernam durante o inverno.

• Descreve uma ação habitual: Frequenta aulas de natação semanalmente.

• Confere dinamismo a narrativas de fatos passados: E, quando entram na sala, veem o ladrão saindo.

• Indica futuro próximo: Faço exames médicos amanhã cedo.


Página 317

Pretérito perfeito simples do indicativo

• Expressa uma ação pontual, concluída antes do ato de fala: Os alunos receberam os livros hoje cedo.

Pretérito perfeito composto do indicativo

• Indica a repetição ou a continuidade de um fato iniciado no passado e que perdura no presente: Temos realizado bons negócios na região.

Pretérito imperfeito do indicativo

• Expressa uma ação passada não concluída ou vista durante seu processo: Aquele jovem cientista pesquisava fósseis na região.

• Descreve rotinas do passado: Quando criança, passava suas férias na casa da avó.

Pretérito mais-que-perfeito simples e composto do indicativo

• Indica uma ação concluída antes de outra também no passado. Observe a ordem das ações expressas por filmar e perceber neste trecho de reportagem.





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   434   435   436   437   438   439   440   441   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal