Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem


Com essa fábula sobre os camaleões, a crônica satiriza o comportamento humano. Na sua opinião, o que o cronista quer evidenciar?



Baixar 11.7 Mb.
Página376/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   372   373   374   375   376   377   378   379   ...   665
15 Com essa fábula sobre os camaleões, a crônica satiriza o comportamento humano. Na sua opinião, o que o cronista quer evidenciar?

Resposta pessoal. A crônica mostra algumas características humanas, como o desejo de exposição na mídia, a isenção de alguns na indicação dos culpados por certas situações, a divergência ideológica entre grupos e a crença em algumas lendas.

Alguém fala/escreve assim?

Que forma você escolheria dentre as apresentadas abaixo?

• 30% dos sócios votou ou 30% dos sócios votaram?

• 30% do grupo votou ou 30% do grupo votaram?

• 30% votou ou 30% votaram?

Nessas frases, o sujeito da oração é formado por uma expressão que indica porcentagem, seguida ou não de substantivo. Como deve se portar o verbo nesses casos? Ele deve estar flexionado no singular ou no plural?

Faça uma pesquisa usando a internet. Consulte sites jornalísticos, blogs, anúncios, entre outros, e verifique como essa concordância tem sido feita. Tente formular uma regra com base no que você observou.



Avise aos alunos que eles podem procurar exemplos usando o símbolo de porcentagem (%) ou a expressão por cento. Podem também usar algarismos ou numerais.

Nas variedades urbanas de prestígio, tem sido mais comum a concordância com o substantivo que forma a locução a que se referem as porcentagens. Assim, temos: “30% dos sócios votaram” e “30% do grupo votou”. É possível, no entanto, que os alunos encontrem alguns exemplos diferentes, já que a regra geral de concordância prevê que o verbo siga o núcleo do sujeito (que, nesses casos, é o numeral). Quando não há o substantivo, a concordância costuma ser feita com o número: “30% votaram”.
Página 258

CAPÍTULO 15 - PRONOME



Milhares de sites são criados e desativados diariamente. Por essa razão, é possível que os endereços indicados neste capítulo não estejam mais disponíveis.

PERCURSO DO CAPÍTULO



- Características gerais dos pronomes
- Pronomes substantivos e pronomes adjetivos
- Pronomes pessoais retos e oblíquos e seus usos
- Pronomes de tratamento e o caso do
você
- Pronomes demonstrativos e a função coesiva
- Valores semânticos dos pronomes possessivos
- Características dos pronomes indefinidos e interrogativos
- Pronomes relativos e o período composto
- Emprego do pronome relativo
onde

APU GOMES/FOLHAPRESS

Estação da Luz, São Paulo, 21 set. 2012. Milhares de pessoas transitam diariamente pelas estações de metrô e de trem da capital paulista. Todas essas pessoas podem ser designadas pelo substantivo próprio equivalente a seus nomes ou pelo substantivo comum que as designa por traços de identificação: indivíduos, mulheres, secretárias, vendedores, etc. Quando estabelecem um diálogo, porém, todas elas são eu e você, numa troca constante. Há palavras na língua que identificam os participantes da interlocução e os elementos a que fazem referência. São os pronomes, assunto deste capítulo.
Página 259

Pra começar

Este anúncio publicitário se vale do recurso da intertextualidade. Veja:

REPRODUÇÃO/DANIEL CABALLERO (ILUSTRAÇÃO)/Y&R





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   372   373   374   375   376   377   378   379   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal