Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem



Baixar 11.7 Mb.
Página32/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   28   29   30   31   32   33   34   35   ...   665
Repontar da alva: amanhecer.
Cismador: pensativo.
Transfiguração: mudança.
Incólume: livre, ilesa, intocada.
Magistrado: autoridade judiciária; juiz.
Litígios: ações judiciais relacionadas a conflitos de interesse.
Obtemperar: argumentar com humildade e moderação.
Despersuadi-lo: fazê-lo desistir.
Página 26

Descera o acadêmico ao pátio, depois de abraçar a mãe e irmãs, e beijar a mão do pai, que para esta hora reservara uma admoestação severa, a ponto de lhe asseverar que de todo o abandonaria se ele caísse em novas extravagâncias.

Quando metia o pé no estribo, viu a seu lado uma velha mendiga, estendeu-lhe a mão aberta como quem pede esmola, e, na palma da mão, um pequeno papel.

Sobressaltou-se o moço; e, a poucos passos distante de sua casa, leu estas linhas:

“Meu pai diz que me vai encerrar num convento por tua causa. Sofrerei tudo por amor de ti. Não me esqueças tu, e achar-me-ás no convento, ou no céu, sempre tua do coração, e sempre leal. Parte para Coimbra. Lá irão dar as minhas cartas; e na primeira te direi em que nome hás de responder à tua pobre Teresa”.

A mudança do estudante maravilhou a academia. Se o não viam nas aulas, em parte nenhuma o viam. [...]. Estudava com fervor, como quem já dali formava as bases do futuro renome e da posição por ele merecida, bastante a sustentar dignamente a esposa. A ninguém confiava o seu segredo, senão às cartas que enviava a Teresa, longas cartas em que folgava o espírito da tarefa da ciência. A apaixonada menina escrevia-lhe a miúdo, e já dizia que a ameaça do convento fora mero terror de que já não tinha medo, porque seu pai não podia viver sem ela.

Isto afervorou-lhe para mais o amor ao estudo. Simão, chamado em pontos difíceis das matérias do primeiro ano, tal conta deu de si, que os lentes e os condiscípulos o houveram como primeiro premiado.

A este tempo, Manuel Botelho, cadete em Bragança, destacado no Porto, licenciou-se para estudar na Universidade as matemáticas. Animou-o a notícia do reviramento que se dera em seu irmão. Foi viver com ele; achou-o quieto, mas alheado numa ideia que o tornava misantropo e intratável noutro gênero. Pouco tempo conviveram, sendo a causa da separação um desgraçado amor de Manuel Botelho a uma açoriana casada com um acadêmico. A esposa apaixonada perdeu-se nas ilusões do cego amante. Deixou o marido e fugiu com ele para Lisboa, e daí para Espanha. Em outro relanço desta narrativa darei conta do remate deste episódio.

No mês de fevereiro de 1803 recebeu Simão Botelho uma carta de Teresa.

No seguinte capítulo se diz minuciosamente a peripécia que forçara a filha de Tadeu de Albuquerque a escrever aquela carta de pungentíssima surpresa para o acadêmico, convertido aos deveres, à honra, à sociedade e a Deus pelo amor.

CASTELO BRANCO, Camilo. Amor de perdição. Rio de Janeiro: Ediouro; São Paulo: Publifolha, 1997. p. 28-30. (Biblioteca Folha; 8).



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   28   29   30   31   32   33   34   35   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal