Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem



Baixar 11.7 Mb.
Página30/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   26   27   28   29   30   31   32   33   ...   665
7. O fim das regras

Os românticos se colocaram frontalmente contra a rígida divisão dos gêneros literários, proposta por Aristóteles em sua Poética. As leis, regras, modelos, os gêneros literários ditos “puros” (separados em categorias) — tão cultuados pelos clássicos — foram repudiados pelos românticos, que buscavam a total liberdade artística. O que guiou os autores não foram mais as normas, mas o que melhor caberia à expressão das razões do coração.


Página 23

Romantismo em Portugal

Assim como em outros países da Europa, o Romantismo manifestou-se em Portugal na primeira metade do século XIX e deixou marcas profundas.

Tiveram destaque no panorama romântico português autores como Almeida Garrett, Alexandre Herculano, João de Deus, Júlio Dinis e Camilo Castelo Branco, autor que conheceremos mais adiante.

Marcos literários

O Romantismo português é inaugurado em 1825, com a publicação do poema Camões, de Almeida Garrett. Seu término se dá em 1865, com o advento do Realismo.

Naquele tempo...

Em 1807, para fugir dos exércitos de Napoleão Bonaparte, o príncipe D. João VI reuniu sua corte e embarcou rumo ao Brasil, aportando aqui em 1808.

Em 1816, com a morte de sua mãe, D. Maria I, D. João VI adquiriu plenos poderes, mas não retornou imediatamente a Portugal, ainda que o país estivesse há cinco anos livre de Napoleão. Em 1820, na cidade do Porto, revoltosos — indignados com a ausência do rei e com o domínio comercial e político inglês sobre Portugal — iniciaram um movimento, que ganhou a adesão de Lisboa e do resto do país. Pressionado, D. João VI retornou a Portugal, onde foi obrigado a assinar a primeira constituição do país, e deixou seu filho D. Pedro como regente do Brasil. Era o início da queda definitiva do Antigo Regime em Portugal.

Os anos seguintes foram turbulentos para os portugueses, com várias revoltas, além da disputa pelo trono. Com a morte de D. João VI, em 1826, seus filhos, D. Pedro e D. Miguel, que representavam as tendências liberal e monarquista, respectivamente, passaram a lutar pelo poder. A vitória final foi do projeto constitucionalista de D. Pedro I e de sua filha D. Maria II, o que colocou Portugal definitivamente na rota do desenvolvimento do liberalismo. Em 1847, o escritor Alexandre Herculano liderou o movimento denominado Regeneração, que procurou conciliar os interesses da alta burguesia com os das camadas rurais e da pequena e média burguesias.

Nesse cenário conturbado floresceu o Romantismo português.

LALO DE ALMEIDA/FOLHAPRESS

Comissão de frente da escola de samba carioca Mocidade Independente de Padre Miguel apresenta enredo sobre a chegada da Corte portuguesa ao Brasil. Rio de Janeiro, Carnaval de 2008.

Investigue em


• História
Sociologia

Que impactos — culturais, econômicos, sociais e políticos — a chegada da Corte portuguesa trouxe para o Brasil?



Seria interessante organizar, em conjunto com o professor de Arte, uma montagem teatral de humor retratando a chegada da Corte portuguesa.
Página 24



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   26   27   28   29   30   31   32   33   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal