Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem


O gênero textual entrevista pressupõe a interação entre entrevistador e entrevistado. Como o uso de



Baixar 11.7 Mb.
Página272/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   268   269   270   271   272   273   274   275   ...   665
1 O gênero textual entrevista pressupõe a interação entre entrevistador e entrevistado. Como o uso de você contribui para fazer do leitor um interlocutor indireto?

1. O termo você, embora generalize a ação ao mostrá-la válida para todos, parece instaurar uma conversa com o leitor, destinatário final da informação.

2 Pode-se dizer que a formulação das perguntas levou o entrevistado a empregar esse recurso? Por quê?

Não. A formulação da pergunta leva a generalizações; não pressupõe um direcionamento para o leitor.

3 Reformule a primeira resposta do entrevistado, dando a ela características claras de generalização.

Sugestões de resposta: “É preciso/é necessário/deve-se, literalmente, prestar atenção ao modo como se pensa: observar as diferentes qualidades do pensamento, [...] padrões”.
Página 180

Produza seu seminário

Neste capítulo, você leu um trecho da exposição oral do professor Ribamar Bessa acerca da questão do índio, uma das mais importantes quando se pensa na diversidade cultural do Brasil e se discute justiça social. Para expandir seus conhecimentos sobre esse tema, você e seus colegas produzirão seminários em grupos. Cada grupo deverá desenvolver um dos seguintes temas:

1. Os povos indígenas brasileiros na chegada dos europeus: quantidade, distribuição pelo território, modo de vida, relações iniciais com os colonizadores, processo de escravização e catequese e outros aspectos que considerarem relevantes.

2. O índio brasileiro no século XX: “A Marcha para o Oeste” e a Expedição Roncador-Xingu; novas descobertas e novos estudos.

3. A vida dos índios brasileiros no século XXI: acesso à saúde e à educação.

4. A vida dos índios brasileiros no século XXI: a luta pela terra e os conflitos com fazendeiros.

5. A inserção do índio na realidade contemporânea: condição socioeconômica, consumo e acesso à tecnologia.

6. As contribuições da cultura indígena na formação do povo brasileiro: língua, arte, religiosidade, culinária, saúde, aspectos práticos, etc.

7. As representações do índio na arte e no imaginário popular ao longo dos séculos: idealização, estereótipo e preconceito.

Os seminários serão apresentados para os alunos da própria turma. O tempo de duração da apresentação e as datas serão indicados pelo professor.

Para fazer um seminário mais legal

• Leia um artigo escrito pelo professor José Bessa com o tema “Cinco ideias equivocadas sobre os índios”: . Acesso em: 25 nov. 2015.

• Assista a algumas exposições orais sobre o tema “Mídia e terras indígenas”, apresentadas em um evento promovido pelo Instituto de Estudos Latino-Americanos da UFSC: ; ; . Acessos em: 25 nov. 2015.

Assista ao filme Xingu, de 2011, dirigido por Cao Hamburger.

A realização de seminários é uma prática que os alunos provavelmente já experimentaram. A proposta agora é que a aprimorem pelo uso intencional de uma série de técnicas. O tema foi escolhido por sua importância na formação do cidadão brasileiro. Também é possível escolher outros temas; em diálogo com literatura, poderiam ser autores ou escolas literárias estudados neste ano.

Divida os grupos conforme o número de alunos da turma. O ideal é que não ultrapassem cinco integrantes para que as falas não fiquem muito reduzidas. Se for preciso, acrescente outros temas.

Determine a duração do seminário conforme o número de aulas disponíveis para esse trabalho. Em média, um seminário desse tipo ocupa 30 minutos. Considere mais 5 minutos para perguntas.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   268   269   270   271   272   273   274   275   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal