Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem


SEXTO PASSO: escolha do projeto



Baixar 11.7 Mb.
Página222/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   218   219   220   221   222   223   224   225   ...   665
SEXTO PASSO: escolha do projeto

Os trabalhos podem ser disponibilizados nos murais, em folhetos impressos, no blog da turma ou no site da escola durante o processo de escolha do diretor. A divulgação dos resultados deve ser pública, acompanhada por um breve discurso que justifique a escolha.

Todos os projetos serão disponibilizados para que a comunidade escolar conheça as propostas. O grupo escolhido para colocar em funcionamento o “Clube de Leitores” poderá aprimorar algumas de suas ideias, considerando sugestões de outras equipes. Poderá, ainda, contar com a ajuda de voluntários que desejem trabalhar para a efetivação do clube.



ARTE: MARCEL LISBOA/FOTOS: LIFEOFPIX – CREATIVE COMMONS LICENSE – CC BY 4.0

Recado Final

Na vida acadêmica e profissional, vocês terão a oportunidade de propor projetos. Cada área de atuação tem suas características peculiares, portanto exige projetos de diferentes naturezas. Esse exercício escolar pode ajudá-los no processo de concepção e organização de ideias. Um bom projeto geralmente não se constrói com o primeiro pensamento que nos ocorre; é preciso imaginar como certas ideias se concretizariam na prática e, a partir daí, avaliar se seriam viáveis. Certos planos são criativos e ousados, mas não são realizáveis nas condições existentes, como tempo ou recursos materiais disponíveis.


Página 150

UNIDADE 7 - O DOMÍNIO DISCURSIVO JORNALÍSTICO

Muitos jornais e revistas pelo mundo destacam a imparcialidade como sua característica mais importante, aquela que merece, inclusive, ser divulgada nos anúncios publicitários que os vendem.

De fato, o jornalismo é um domínio discursivo do qual esperamos informações transmitidas de modo completo e objetivo. É nosso apoio para conhecermos o que se passa em nosso entorno ou em áreas muito distantes, permitindo que nos posicionemos diante do que ocorre no planeta. Os jornalistas desempenham papel fundamental na história, sendo os primeiros a registrar importantes eventos.

No entanto, os leitores atentos sabem que precisam ser críticos quanto às informações que recebem. Os textos divulgados em jornais, revistas, sites e programas de rádio e TV são produzidos por profissionais que se alinham com a ideologia da empresa para a qual trabalham, que defende certos pontos de vista e tem interesses comerciais e políticos.

Na prática, isso significa que a escolha dos assuntos e a maneira como são abordados atendem à linha editorial da empresa, podendo a publicação ser mais crítica ou mais elogiosa em relação a uma decisão do governo; mais liberal ou mais conservadora quanto a uma polêmica social; mais discreta ou mais sensacionalista em uma investigação criminal. Sem deixar de informar e sem falsear os fatos — práticas do mau jornalismo —, notícias e reportagens podem levar a conclusões que coincidem com as das empresas de mídia.

Por isso, cabe sempre ao leitor realizar uma leitura criteriosa de suas fontes de informação, comparando diferentes abordagens e consultando publicações alternativas.

Nesta unidade, estudaremos a reportagem e veremos como o gênero expressa, de maneira mais ou menos sutil, um ponto de vista.


Página 151

MICHAEL VENTURA/ALAMY/GLOW IMAGES

Foto (2008) da exposição permanente “11 de Setembro”, no Newseum, museu dos Estados Unidos dedicado ao jornalismo. Na mostra, junto dos destroços de uma antena transmissora, são exibidas capas de jornais que noticiaram os atentados terroristas contra as Torres Gêmeas de Nova York, em 11 de setembro de 2001. Esse fato importantíssimo para a história contemporânea recebeu diferentes coberturas nos vários jornais do planeta.
Página 152

CAPÍTULO 9 - REPORTAGEM: UM TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO



Milhares de sites são criados e desativados diariamente. Por essa razão, é possível que os endereços indicados neste capítulo não estejam mais disponíveis.

PERCURSO DO CAPÍTULO


- Diferenças entre reportagem e notícia
- A função do gancho na reportagem
- Os recursos disponíveis em cada suporte
- Valores ideológicos na reportagem
- A linguagem criativa


JOHN MOORE/GETTY IMAGES

Os jornalistas são os primeiros a registrar eventos que posteriormente entrarão para a história. Muitos se arriscam para produzir reportagens, como os que acompanham guerras, por exemplo. Na imagem, vemos jornalistas fazendo a cobertura da epidemia causada pelo vírus ebola, que matou milhares de pessoas no oeste da África nos anos de 2014 e 2015. O médico entrevistado, de um centro de tratamento na Libéria, usa vestimenta especial para evitar o contágio.
Página 153

Pra começar

Você já deve ter reparado que os programas jornalísticos veiculados pela televisão costumam ter apresentadores (também chamados de “âncoras”) e repórteres de campo, responsáveis pela produção de matérias.

A seguir, você encontrará uma reportagem que foi apresentada em um programa de TV voltado ao esporte. Ela aborda a iniciativa de Antônio Ferreira, que criou uma escola de atletismo no pequeno povoado de Flamengo, localizado a 433 km de Salvador, na Bahia. Leia a transcrição das falas do jornalista e dos entrevistados e observe algumas das imagens que compuseram a reportagem. Em seguida, responda às questões em seu caderno.





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   218   219   220   221   222   223   224   225   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal