Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem


A partir dessa leitura, o que se pode inferir sobre o eu lírico?



Baixar 11.7 Mb.
Página191/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
#16612
1   ...   187   188   189   190   191   192   193   194   ...   665
Se liga na l ngua literatura, produ o de texto, linguagem
A partir dessa leitura, o que se pode inferir sobre o eu lírico?

6 Ainda com relação ao poema de Rimbaud, que universo valorizado pelo eu lírico se identifica com os ideais defendidos pelos simbolistas?

7 Relacione o último parágrafo do poema de Rimbaud ao poema “Ocaso no mar”, de Cruz e Sousa.

Com este capítulo, finalizamos nossos estudos literários relativos ao 2º ano do Ensino Médio. Iniciaremos o 3º ano com o Modernismo, movimento que sofreu forte influência do Simbolismo, tema desta unidade. Os simbolistas foram responsáveis, entre outras coisas, pelo revolucionário verso livre, libertando definitivamente a poesia do rigor formal. Com os simbolistas, os versos puderam combinar diferentes metros, o ritmo tornou-se variável, houve a implosão da estrutura lógica do poema e os neologismos entraram em cena. Além disso, a ideia de que a agitação das grandes metrópoles deveria ser expressa pela literatura — tão cara ao Modernismo — já aparece sugerida por Baudelaire em As flores do mal, marco inicial do Simbolismo.


Página 129

Expressões

O poema simbolista “Ismália”, que você leu na página 121, teve quatro versões até chegar à que conhecemos hoje. Nas três primeiras, seu título era “Ofélia”, em referência à personagem da peça teatral Hamlet, de William Shakespeare, que enlouquece e morre afogada numa cena dramática. Na versão imortalizada do poema, Ofélia se torna Ismália, mas a loucura e o afogamento se mantêm.

Em 2006, a convite de uma editora, o artista plástico Odilon Moraes transformou em imagens os versos de Alphonsus de Guimaraens. As ilustrações foram inseridas em um pequeno livro de páginas sanfonadas, depositado em uma caixinha. Ao abrir o livro, o leitor mergulha em imagens organizadas quadro a quadro como se estivesse em um filme simbolista.

Tendo como inspiração o trabalho — simples e sugestivo — desse artista, crie quadros ilustrativos para o poema “Ismália”. Utilize para isso o material que desejar: giz de cera, lápis de cor, caneta colorida, tinta, colagens, etc.

Ao final, cole cada um dos quadros e forme — a exemplo do que fez Odilon Moraes — uma sanfona composta de desenhos e versos manuscritos. Depois de pronto seu trabalho, presenteie um amigo com seu livro-poema.



ODILON MORAES

O ilustrador Odilon Moraes fez um recorte interpretativo visual bastante simbolista do poema “Ismália”, na publicação da editora Cosac Naify (2006).
Página 130

Leitura puxa leitura



REPRODUÇÃO

REPRODUÇÃO

REPRODUÇÃO



LEGENDARY PICTURES/WARNER BROS/CD COVER


Baixar 11.7 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   187   188   189   190   191   192   193   194   ...   665




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal