Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem



Baixar 11.7 Mb.
Página17/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   665
UNIDADE 5 Simbolismo: novo mergulho na subjetividade
• Capítulo 6: Simbolismo europeu: a arte da sugestão
• Capítulo 7: Simbolismo no Brasil: movimento rejeitado

Página 12

NOVOS TEMPOS, OUTRAS REFLEXÕES

Se perguntarmos a um holandês ou a um canadense, por exemplo, que imagem eles têm do Brasil, o que ouviremos como resposta? Que é um país cheio de cores e sabores exóticos? Um lugar de belezas naturais? Um espaço marcado por desigualdades sociais? E se fizermos a mesma pergunta a um moçambicano, a um timorense, a um cabo-verdiano? O que eles poderão responder? Que o Brasil é um país como o deles, uma ex-colônia, que tem como língua oficial o português?

O vestido luminoso da porta-bandeira que encanta a todos no carnaval carioca, o malandro imortalizado por Manuel Antônio de Almeida, Nelson Rodrigues, Dalton Trevisan e Chico Buarque, o paraíso natural supervalorizado pelos cronistas no contexto da colonização europeia... São muitas as imagens associadas ao Brasil desde o século XVI, como sugere a colagem que vemos ao lado.

E você, como definiria o nosso país? É possível uma definição que abarque tamanha diversidade?

Essa pergunta teve especial relevância no século XIX, no contexto do Romantismo, quando o Brasil tornou-se independente de Portugal. Neste volume, você terá a oportunidade de refletir sobre a identidade individual e coletiva do povo brasileiro, como fizeram os artistas do nosso Romantismo, um movimento amplo e complexo, cuja face mais marcante talvez tenha sido o nacionalismo.

Nos estudos literários deste 2º ano, você também entrará em contato com outros movimentos, além do Romantismo. Os avanços científicos, os questionamentos filosóficos, sociológicos e políticos da segunda metade do século XIX, além de um certo pessimismo, levarão os artistas a buscar outras formas de expressão, como você poderá observar quando estudarmos o Realismo, o Parnasianismo e o Simbolismo.

Como se vê, sempre é tempo de reflexão.


Página 13

ARTE: MARCEL LISBOA/FOTOS: PIXABAY – CREATIVE COMMONS LICENSE – CC BY 4.0/ RONALDO ALMEIDA/SHUTTERSTOCK/GABE GINSBERG/FILMMAGIC/GETTY IMAGES


Página 14

UNIDADE 1 ROMANTISMO: O DOMÍNIO DO “EU”

Observe a imagem da página ao lado. Que sensação você tem ao contemplá-la? O que esse trabalho lhe sugere? Medo? Angústia? Morbidez? Paixão arrebatadora? Amor? Morte?

Para criar essa colagem, o autor usou imagens sombrias, personagens fantasmagóricos que parecem unidos por um sentimento eterno, que os acompanha após a morte.

Essa temática relacionada a forças ocultas, visões fúnebres, vampiros, morte, etc. dialoga com uma das facetas do Romantismo, um dos mais importantes movimentos literários da história do Ocidente. A estética romântica libertou os artistas das convenções clássicas, privilegiou o individualismo e transformou a natureza em um espaço de acolhimento da alma solitária dos poetas.
Página 15

ARTE: RODOLPHO MICHELINI / FOTOS: RICHARD LASCHON/SHUTTERSTOCK / LILIGRAPHIE/SHUTTERSTOCK / LILIGRAPHIE/SHUTTERSTOCK / BA777/SHUTTERSTOCK / ERIC ISSELEE/SHUTTERSTOCK / STOCKPHOTO MANIA/ SHUTTERSTOCK / NEMESISINC/SHUTTERSTOCK / JETREL/SHUTTERSTOCK / TSCHITSCHERIN/SHUTTERSTOCK

Utilizando cores fortes e elementos mórbidos, como retratos que parecem ter saído de filmes de terror ou de cemitérios, Rodolpho Michelini, autor dessa colagem (2016), sugere que o sentimento amoroso pode sobreviver a tudo, inclusive à morte dos amantes.
Página 16

CAPÍTULO 1 - ROMANTISMO: UM MOVIMENTO PLURAL



Milhares de sites são criados e desativados diariamente. Por essa razão, é possível que os endereços indicados neste capítulo não estejam mais disponíveis.

PERCURSO DO CAPÍTULO





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal