Se liga na língua: literatura, produção de texto, linguagem


Alberto de Oliveira: o mestre parnasiano



Baixar 11.7 Mb.
Página138/665
Encontro29.07.2021
Tamanho11.7 Mb.
1   ...   134   135   136   137   138   139   140   141   ...   665
Alberto de Oliveira: o mestre parnasiano

É possível fazer uma poesia isenta de sentimentos? Pode-se fixar em palavras um momento ou um objeto? Essas eram algumas das ambições daquele que foi considerado o mestre dos parnasianos.

Nascido no estado do Rio de Janeiro, Alberto de Oliveira (1857-1937) diplomou-se farmacêutico, mas dedicou-se a cargos públicos ligados à educação. Alcançou grande prestígio nos círculos literários e foi um dos membros-fundadores da Academia Brasileira de Letras.

Estreou sua carreira de escritor com uma obra romântica (Canções românticas), mas, a partir de sua segunda publicação, Meridionais (1884), ofereceu a seus fiéis leitores poemas marcados pelo culto da forma e pelo descritivismo, conforme você poderá constatar na leitura do poema “Vaso chinês”, a seguir.



BAPTISTÃO

Alberto de Oliveira foi eleito o príncipe dos poetas brasileiros em concurso promovido pela revista Fon-Fon, em 1924.
Página 101



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   134   135   136   137   138   139   140   141   ...   665


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal