Scielo books / Scielo livros / Scielo libros bertolli filho, C



Baixar 1.56 Mb.
Pdf preview
Página83/115
Encontro21.08.2021
Tamanho1.56 Mb.
1   ...   79   80   81   82   83   84   85   86   ...   115
Uma noite, ouve-se o seu grito: — Sangue, sangue. Alguém acende, rápidamente,
a luz. Era a hemoptise. Veio o médico de plantão. Ainda me lembro do ôlho
enorme do mêdo. (...) E, súbito, começou a odiar a mulher. Cachorra, cachorra.
Xingou-a de todos os nomes. Era terrível de se ver a sua agonia pornográfica.
Quiseram levá-lo para o isolamento. Reagiu, babando sangue — Morro aqui,
aqui. Queria morrer no meio dos outros, olhando alguém, alguém. E, então, foi
deixado em paz. Horas antes de morrer, deixou de odiar a espôsa. Agora o ódio
era um desejo triste, tardio, inútil. A enfermaria tôda, numa unanimidade homi-
cida, queria a sua morte. Nenhuma pena e só irritação. E o que assombrava era
que ainda tivesse sangue para jorrar no balde.
Eu me lembro de sua última manhã. Só os olhos viviam, só os olhos vazavam luz.
Cêrca de umas nove, dez horas, entra a crioula, baiana, d. Maria, que tôdas as
manhãs varria a enfermaria. O médico e o enfermeiro tinham acabado de sair. Os
outros doentes estavam na varanda, tomando sol nas pernas. E, na enfermaria, o
moribundo levantava-se do fundo de sua agonia. Via a preta (magra e velha),
varrendo, mudando os lençóis e as fronhas. Saltou da cama e veio, cambaleando,
atropelar a criada. Esta pula para trás, desprende-se, uma fúria. As canelas finas e
espectrais não sustentam mais o moribundo. Quando os outros entram, viram no
chão, a ossada aluída. Era, sim, apenas uma ossada com uma pele diáfana por cima.
A baiana apanhara a vassoura, a mãos ambas, e ia fender-lhe o crânio. Os
outros carregaram o homem de Jaboticabal, enquanto a arrumadeira esganiçava
palavrões. E, ali, morreu o cantor agarrado ao seu último desejo.

1   ...   79   80   81   82   83   84   85   86   ...   115


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal