S ubstâncias químicas perigosas à saúDE



Baixar 16.22 Mb.
Pdf preview
Página141/141
Encontro14.09.2021
Tamanho16.22 Mb.
1   ...   133   134   135   136   137   138   139   140   141
Reação fotoalérgica: tipo de hipersensibilidade envolvendo exposição  às substâncias
químicas e radiação (luz).
Risco: probabilidade de ocorrer um efeito adverso indesejável.
Segurança: freqüentemente referida como o contrário de risco. É praticamente certo que
não haverá efeitos adversos quando uma substância é utilizada em certa quantidade e há
uma maneira proposta para seu uso.
Sistema Nervoso Central: consiste no cérebro e na medula espinhal.
Sistema Nervoso Periférico: estrutura do sistema nervoso localizada fora do sistema
nervoso central.
Subcrônico: toxicidade intermediária, entre aguda e crônica; seus estudos envolvem
exposições repetidas de animais a uma substância por parte (não excedendo 10%) de um
período da vida. Para roedores esse período é de noventa dias de exposição.
Teratogenicidade: habilidade de uma substância produzir, de maneira irreversível, defeitos
de nascimento não-congênitos, anatômicos ou desordem funcional, como resultado de um
defeito no desenvolvimento de embriões ou do feto.
Teratogênico: qualquer substância capaz de produzir anormalidades estruturais não-
congênitas de origem pré-natal, presentes no nascimento ou identificadas pouco tempo
depois dele.
Tolerância: (1) limite legal, estabelecido pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados
Unidos, para a quantidade máxima de resíduos de um pesticida que pode estar presente no
alimento. Tolerância temporária, que cobre resíduos resultantes de um experimento,
geralmente expira depois de um ano. (2) Capacidade de resistir a um tratamento por pesticida
sem efeito adverso no crescimento e nas funções normais.
Toxicidade aguda: refere-se a efeitos adversos ou mortalidade de organismos após breve
exposição a um agente químico. Refere-se tanto a uma única exposição como a múltiplas
exposições, em um curto período de tempo, desde que produza um efeito agudo e
generalizado e mostre seus sintomas após poucos dias da exposição, normalmente menos
de duas semanas.
Toxicidade: (1) capacidade ou propriedade de uma substância causar efeitos adversos.
(2) Quantidade específica de uma substância da qual se espera, sob certas condições,
danificar um organismo vivo específico.
Toxicidade sistêmica: intoxicação que pode ocorrer de maneira generalizada ou distante
do ponto onde houve a entrada do toxicante.
Toxicologia respiratória: resposta dos pulmões quando há inalação de alguma substância
tóxica.
Toxina: toxicante produzido por um organismo vivo.
Volatilidade: capacidade de rápida vaporização ou evaporação.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   133   134   135   136   137   138   139   140   141


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal