Ronaldo vainfas


Qual a principal razão das Guerras Greco-pérsicas ou Médicas? 8



Baixar 0.68 Mb.
Página89/644
Encontro08.10.2019
Tamanho0.68 Mb.
1   ...   85   86   87   88   89   90   91   92   ...   644
7. Qual a principal razão das Guerras Greco-pérsicas ou Médicas?

8. Qual a importância da Guerra do Peloponeso na história política das cidades gregas?

9. Em que medida o Império Macedônico extrapolou o território da Grécia Antiga?

10. É possível definir a cultura helenística como sinônimo de cultura grega? Justifique.

Reflexões



Democracia

Leia a definição do conceito de democracia a seguir e depois faça o que se pede:

Democracia - forma de governo em que todos participam da vida política igualmente. Para Aristóteles, a liberdade democrática era a melhor garantia, quando os cidadãos alternavam-se na condição de governantes e governados. O filósofo defendeu a atuação dos cidadãos da pólis segundo a idade. Aos jovens caberia a defesa da cidade; aos mais experientes, o exercício das magistraturas; e aos mais idosos, o sacerdócio e o papel de conselheiros.

· Com base nas informações do capítulo, relacione o conceito acima ao exemplo histórico de Atenas.

Vamos testar?

1. (Puc/sP-2007)

No caso da Grécia, a evolução intelectual que vai de Hesíodo [séc. VIII a.C.] a Aristóteles [séc. IV a.C.] pareceu-nos seguir, no essencial, duas orientações: em primeiro lugar, estabelece-se uma distinção clara entre o mundo da natureza, o mundo humano, o mundo das forças sagradas, sempre mais ou menos mesclados ou aproximados pela imaginação mítica, que às vezes confunde esses diversos domínios (...).

VERNANT, Jean-Pierre. Mito e pensamento entre os gregos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990. p. 17.

A partir da citação e de seus conhecimentos, pode-se afirmar que, no período indicado, os gregos:

a) separavam completamente a razão do mito, diferenciando a experiência humana de suas crenças irracionais.

b) acreditavam em seus mitos, relacionando-os com acontecimentos reais e usando-os para entender o mundo humano.

c) definiram o caráter irracional do ser humano, garantindo plena liberdade de culto e crença religiosa.

d) privilegiavam o mundo sagrado em relação ao humano e ao natural, recusando-se a misturar um ao outro.

e) defendiam a natureza como um reino intocável, tomando o homem como um risco para o bem-estar do mundo.



2. (Fuvest-2007)

Num processo em que era acusado e a multidão ateniense atuava como juiz, Demóstenes [orador político, 384-322 a.C.] jogou na cara do adversário [também um orador político] as seguintes críticas: '"Sou melhor que Ésquines e mais bem-nascido; não gostaria de dar a impressão de insultar a pobreza, mas devo dizer que meu quinhão foi, quando criança, frequentar boas escolas e ter bastante fortuna para que a necessidade não me obrigas-se a trabalhos vergonhosos.

55

Tu, Ésquines, foi teu destino, quando criança, varrer como um escravo a sala de aula onde teu pai lecionava'". Demóstenes ganhou triunfalmente o processo.

VEYNE, Paul. O trabalho e o ócio. In: VEYNE, Paul (Org.). História da vida privada. Do Império Romano ao ano mil. São Paulo: Cia. das Letras, 1990. p. 126.

A fala de Demóstenes expressa a:

a) transformação política que fez Atenas retornar ao regime aristocrático depois de derrotar Esparta na Guerra do Peloponeso.

b) continuidade dos mesmos valores sociais igualitários que marcaram Atenas a partir do momento em que se tornou uma democracia.

c) valorização da independência econômica e do ócio, imperante não só em Atenas, mas em todo o mundo grego antigo.

d) decadência moral de Atenas, depois que o poder político na cidade passou a ser exercido pelo partido conservador.

e) crítica ao princípio da igualdade entre os cidadãos, mesmo quando a democracia era a forma de governo dominante em Atenas.

Conexões -

História e Filosofia


Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Oficina de história: volume 1
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA -> Ronaldo vainfas
HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA -> Ronaldo vainfas
HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA -> Ronaldo vainfas


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   85   86   87   88   89   90   91   92   ...   644


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal