Ronaldo vainfas


Por que, para muitos historiadores, a hipótese da "causa hidráulica" não justifica o surgimento de Estados do Oriente Próximo? 2



Baixar 2.66 Mb.
Página49/644
Encontro08.10.2019
Tamanho2.66 Mb.
1   ...   45   46   47   48   49   50   51   52   ...   644
1. Por que, para muitos historiadores, a hipótese da "causa hidráulica" não justifica o surgimento de Estados do Oriente Próximo?

2. Como você define a expressão "escravidão generalizada" no contexto do sistema de trabalho utilizado nos Estados do Oriente Próximo?

32

Deuses e faraós

Os egípcios eram politeístas, isto é, possuíam inúmeros deuses. Osíris, por exemplo, era o deus da eternidade, que governava a vida após a morte. Ísis, sua esposa e irmã, fora responsável, segundo a mitologia, pela ressurreição de Osíris, assassinado por seu irmão Set, deus da desordem e da violência. Hórus, filho de Osíris e Ísis, representava o Sol no caminho do zênite e era simbolizado por um falcão ou um homem com cabeça de falcão, coroado com um disco solar.

Os faraós eram associados aos deuses e tratados como um deles. Entre os que se destacaram estão Amen-hotep IV e Tutankamon, ambos do século XIV a.C. Amen -hotep IV, mais conhecido como Amenófis IV, tentou reforçar o poder faraônico por meio da religião. Iniciou o culto ao disco solar, Aton, associado ao faraó, em detrimento de Amon, mudando o seu próprio nome para Akhenaton. Seu sucessor, Tutankamon, reverteu o processo: condenou o culto a Aton e restaurou o culto ao deus tebano Amon como religião estatal. Morreu jovem, aos 19 anos, e foi enterrado no vale dos Reis, em Tebas.

Outro faraó de destaque foi Ramsés II, que viveu no século XIII a.C., durante a XIX dinastia. Em seu governo, os egípcios enfrentaram os hititas, povo de origem indo-europeia que dominou a região de Anatólia (na atual Turquia), disputando o controle das rotas comerciais da região. Ramsés II mandou construir vários templos na Núbia, ao sul do Antigo Egito. Morreu com mais de 90 anos, e seu governo é considerado o mais importante da história do Egito.

Houve também mulheres que exerceram o poder. Em 1505 a.C., uma delas chegou a ser faraó: Hashepsut, que se declarou filha do deus Amon para chegar ao poder. Seu governo caracterizou-se por grandes construções e pelo estreitamento das relações comerciais com o Ponto Euxino, no mar Negro. Outra mulher de destaque foi Nefertite, primeira esposa do faraó Amenófis IV.

LEGENDA: Estátua em granito representando a rainha Hashepsut, que reinou no século XV a.C., durante a XXVIII dinastia do Egito. Museu Egípcio do Cairo, Cairo, Egito.

FONTE: INTERFOTO/FOTOARENA




Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Oficina de história: volume 1
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA -> Ronaldo vainfas
HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA -> Ronaldo vainfas
HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA -> Ronaldo vainfas


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   45   46   47   48   49   50   51   52   ...   644


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal