Ronaldo vainfas


As armadilhas do vocabulário histórico



Baixar 2.66 Mb.
Página203/644
Encontro08.10.2019
Tamanho2.66 Mb.
1   ...   199   200   201   202   203   204   205   206   ...   644
As armadilhas do vocabulário histórico

O uso do termo "América Pré-Colombiana" para designar o continente americano e os povos que nele habitavam antes da chegada dos europeus é muito discutido pelos historiadores. A maioria deles considera o termo eurocêntrico, uma vez que submete a história das sociedades nativas à lógica europeia: o passado é definido em função de uma temporalidade estranha aos povos que habitavam o continente. O termo pré-colombiano parece desconsiderar as culturas nativas, anteriores à viagem de Cristóvão Colombo.

Hoje, parece mais correto usar o termo América indígena, que dá ênfase aos povos nativos. Mas nem essa expressão encontra-se isenta de eurocentrismo, pois inclui povos e sociedades muito diferentes sob a mesma denominação, além de manter o nome América, uma invenção para designar o continente que os europeus até então desconheciam. Trata-se de um problema difícil de contornar, pois o vocabulário histórico relacionado ao tema sempre foi construído com o olhar europeu. Mas, se temos de chamar a América pelo nome que acabou por se tornar famoso, devemos ao menos estar conscientes da historicidade de nosso vocabulário.

· Pesquise a origem do termo América, identificando o eurocentrismo presente no conceito.

Vamos testar?

1.

As estruturas dos impérios Asteca e Inca eram similares, não obstante a ausência de qualquer contato entre o México e o Peru no período anterior à conquista espanhola. Eram impérios tributários baseados na exploração das aldeias de suas respectivas regiões, seja na arrecadação de excedentes agrícolas, seja no recrutamento de aldeões para obras de interesse coletivo. Essa similitude permite comparar o significado cultural do cargo de chefia nesses impérios. Considerando as semelhanças e as diferenças entre as duas culturas, é possível afirmar que:

a) Tanto o imperador inca como o tlatoani asteca eram divinizados pelos respectivos súditos, pois eram considerados filhos do Sol.

b) A sucessão imperial asteca era eletiva, enquanto a sucessão inca era hereditária.

c) O imperador inca era considerado um deus, filho do Sol, enquanto o significado em nahuatl de tlatoani é "aquele que fala", em especial o que comanda a guerra.

d) O soberano inca era escolhido pelos curacas do Império, enquanto o tlatoani asteca era um cargo hereditário.

e) Inexistiam, a rigor, regras sucessórias nos impérios asteca e inca, sendo comum a disputa política entre pretendentes rivais.


Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Oficina de história: volume 1
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA -> Ronaldo vainfas
HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA -> Ronaldo vainfas
HISTORIA%20VAINFAS%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SARAIVA -> Ronaldo vainfas


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   199   200   201   202   203   204   205   206   ...   644


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal