Ritha C. Capelato Rocha – R3 Dermatologia hrpp



Baixar 43.09 Kb.
Página1/12
Encontro18.06.2021
Tamanho43.09 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12

Ritha C. Capelato Rocha – R3 Dermatologia HRPP

2014




MELANOMA

  • Tumor maligno com origem nos melanocitos – células da camada basal da epiderme. Depois que eles migram pra camada basal, a origem é na crista neural. Podemos ter melanoma em outros sítios como na coroide, pq temos melanocitos no globo ocular.

  • 4 a 5% das neoplasias malignas da pele e tem comportamento bem agressivo pela alta chance de metástase. Predomínio nos adultos jovens de 20-50 anos de idade.

  • Cerca de 75% originam-se de pele normal (melanoma de novo) e 25% originam-se de nevo pré-existente.

  • A sobrevida esta muito relacionada ao estagio da doença e depende da profundidade da lesão na pele (índice de Breslow) – é o mais forte fator prognostico do melanoma. Quanto maior o breslow, pior o prognostico do paciente. Existem outros fatores envolvidos no prognostico, mas esse é o principal.

  • Bom prognostico e alta possibilidade de cura – tem que ser feito o diagnostico precoce.

  • INCA 2012 – estimativa de novos casos 6230 sendo mais homens.

  • Maiores taxas na região sul, baixa incidência e alta letalidade. Nos últimos anos temos tido melhora na sobrevida, pq existem mais programas, focando a importância da proteção solar, etc.

  • A mortalidade vinha aumentando ate 1995, mas vem estabilizado pelo diagnostico mais precoce.

  • O objetivo é o dx precoce e tratamento adequado. A incidência tem aumentado, mas queremos diminuir a mortalidade.



  • FATORES DE RISCO

  • Historia familiar, Historia pessoal, Cabelos claros, Olhos claros, fototipos I e II, exposição solar (queimadura solar), pele actinica, síndrome do nevo atípico, múltiplos nevos (mais de 50 nevos), nevo atípico, nevo congênito, efelides na infancia, bronzeamento artificial, imunossupressão.

  • Principais fatores de risco – historia familiar quando tem mais ou igual a 3 familiares de primeiro grau afetados – risco aumenta em 35-70x.

  • Múltiplos nevos benignos (mais de 100) – aumenta o risco em 6.3x

  • Múltiplos nevos atípicos – aumenta a chance 11x (aspecto em ovo frito – centro mais escuro e periferia mais clara)

  • Melanoma prévio – aumenta o risco 8,5x



  • DIAGNOSTICO

  • Clinico e dermatoscopia. Microscopia confocal muito recente, não é ainda muito usado.

  • Dx clinico é feito a olho nu e a acuracia é de 65 a 80% dependendo da experiência do examinador.

  • Outros métodos – dermatoscopia, microscopia confocal, histopatologia (padrão ouro).



  • SINTOMAS

  • Mudança do aspecto da lesão pré existente – cresceu, sangrando, mudou de cor, escureceu.

  • Aparecimento de lesão pigmentada irregular – lesão nova.



  • SINAIS

  • Aumento do diâmetro ou espessura da lesão, mudança de cor ou variação no padrão de pigmentação, prurido, sangramento, ulceração.



  • LOCALIZAÇÃO

  • Pele, couro cabeludo, região palmo-plantar e subungueal, mucosas.

  • Variação de acordo com sexo e raça:

    • Homens brancos – tronco, dorso superior

    • Mulheres brancas – pernas e tronco

    • Negros e asiáticos – região palmo-plantar, unhas e mucosas.


  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal