Ritha C. Capelato Rocha – R3 Dermatologia hrpp



Baixar 46.88 Kb.
Página8/16
Encontro13.01.2022
Tamanho46.88 Kb.
#21012
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   16
Dermatite palmo-plantar – bem comum. 70% das ccas, espessamento e xerose afetando ou não o dorso das mãos. Variante da dermatite plantar, eritema brilhante, seco, escamoso e fissurado, respeita as pregas interdigitais.

  • Tem mais queilite descamativa e dermatite perioral. Manifestações persistentes, caracterizada por eritema e descamação. A cronicidade é agravada pelas dificuldades dos pacientes em controlar o impulso de morder os lábios ou umedecer a área afetada com a saliva. Piora no inverno e com alimentos irritantes.

  • Dermatite ou eczema de mamilo – podem cocar os mamilos e ter componente compulsivo. Mais frequente em adolescentes, sexo feminino 3 a 20% das DA. Fenômeno de Koebner com exsudação e prurido.

  • Dermatite vulvar – mais raro. Mas existem atopicos que fazem eczema de vulva de repetição. Há xerose e liquenificacao dos grandes lábios, crônica e recidivante. Pode ser manifestação única e confundir com psoríase invertida.

  • Desidrose – tem maior chance de ter eczema desidrotico. Mais comum nas palmas do que plantas. Vesículas simétricas seguidas de descamação, geralmente na face lateral dos dedos e poupam dorso das mãos. Se pegar dorso de mãos e pés, costuma ter pior prognostico. Pode não pegar dorso e pegar punho.



  • Baixar 46.88 Kb.

    Compartilhe com seus amigos:
  • 1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   16




    ©historiapt.info 2022
    enviar mensagem

        Página principal