Ritha C. Capelato Rocha – R3 Dermatologia hrpp



Baixar 65.13 Kb.
Página18/18
Encontro23.06.2021
Tamanho65.13 Kb.
#14755
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   18
alérgica, aparece em minutos e desaparece em 1 a 4 horas. Penetração do alergênico em um individuo que já tem IgE especifica. Isso pode resultar em uma resposta imediata localizada, urticaria generalizada aguda ou anafilaxia em indivíduos hipersensíveis. As lesões ocorrem nos locais de contato, usualmente mãos e face. As causas mais comuns são comidas – amendoins, peixes e frutas ou látex.

  • Não alérgica, causada por contato de substancias vasoativas de plantas (ex urtiga) ou animais (lagarta, água viva). A forma mais comum é exposição a cosmeticos (aldeído cinamico, balsamo de Peru) ou aditivos alimentares (acido sorbico ou acido benzoico). Exposições ocupacionais incluem amônia em cabeleireiros. A reação pode levar 45 minutos se deve a prostaglandina 2 e histamina, visto que pode ser bloqueada por drogas não esteroidais. Investigação com prick test.



    1. A urticaria começa na hora e desaparece em 4 horas. Ela pode mudar de lugar. Em relação a urticaria de contato, pode-se afirmar que o mecanismo etiopatogenico pode ser não imunológico.

    Ocorrem em consequência do contato com determinada substancia especifica (plantas, artrópodes, perfumes, pelo, leite, trigo, produtos animais, alimentos proteicos, medicamentos, metais). Ocorre sob uma forma localizada na área de contato, sendo reações de intensidade leve na maioria dos casos. Suas lesões são mais efêmeras do que os outros tipos de urticaria. Pode ocorrer tanto por mecanismos imunes (mediado por IgE) como não imunes.

    1. De acordo com o fototeste, o espectro de ação exclusivo para UVA pode ser encontrado na urticaria solar. Erupção polimorfa a luz pode ser UVA ou UVB, fotossensibilidade a drogas e dermatite de contato fotoalergica só UVB.

    Urticaria solar – 285 a 700nm, áreas fotoexpostas minutos após o sol e desaparecem horas após. Cada caso esta relacionado a determinada faixa do espectro.

    1. A urticaria solar tem como mecanismo fisiopatológico básico reação imunológica do tipo I, como resposta a fotoalergeno circulante.

    A urticaria solar pode ser primaria (idiopática) ou secundaria a porfirias, drogas fototoxicas e químicos. A idiopática é uma doença incomum induzida por UBA, UVB e luz visível. É uma reação de hipersensibilidade tipo I (IgE mediada), mediada por histamina e outros agentes. Alguns pacientes apresentam um fator circulante (fotoalergeno), o qual tem sido responsável por transferir a doença para pessoas normais. Quando há suspeita de urticaria secundaria – a anamnese em busca de drogas e testes para excluir porfiria.

    Pode se limitar a locais expostos a luz e pode ter tbm em locais não expostos, pq o fotoalergeno fica circulante.



    1. A urticaria que em geral não responde aos anti-histaminicos é a tardia de pressão (mais difícil de tratar). Urticaria vasculite tbm não responde.

    Urticaria por pressão - edema na hipoderme, ocorrem nos sítios de pressão, após 30min a 9h e pode durar 12 a 72h. podem ser dolorosas e ter sintomas sistêmicos – cansaço, artralgia, mialgia, leucocitose. Resposta pobre aos anti-histaminicos. Tratamento com cetirizina e AINE. Em estudo – montelucaste, colchicina, dapsona, sulfassalazina, corticoide só ajuda em altas doses, não justificando seu uso.

    Urticaria física – surgem após 15min e duram menos que 2 horas, 12 a 57% dos casos de urticaria. Inclui dermografismo, colinérgica, pressão, solar, frio, aquagenica e vibratória.

    1. Paciente feminino, historia de 8 meses de urticaria persistente, urticarias mais de 48h, dolorosas e que não respondem a anti-histaminicos – deve-se suspeitar de urticaria vasculite. São lesões pequenas.

    Urticaria vasculiteurticas dolorosas, duração prolongada. Mais de 24h, regridem e podem deixar hipercromia. AP há vasculite leucocitoclastica. Pode ser por imunocomplexos (avaliar doença autoimune e hepatite), se complemento normal geralmente é idiopática. Localização em membros inferiores.

    1. Urticaria vasculite – pode ter prurido, angioedema, nódulos, bolhas, mas não pode ter pústulas subungueais.

    A urticaria vasculite – forma de vasculite leucocitoclastica definida pelo aparecimento de urticas dolorosas que duram mais de 24h, ao regredirem podem deixar hipercromia de natureza purpurica. Muitos casos são idiopáticos, porem frequentemente associam-se a diminuição dos níveis de complemento sérico, doenças auto-imunes, doença do soro, hepatite B ou C. a urticaria vasculite pode ser normo-complementemica, geralmente idiopática. 60-80% dos casos ocorrem em mulheres.

    1. Em relação a urticaria crônica – aproximadamente 1-3 dos casos tem urticaria de pressão associada.



    1. Anti-histaminicos que não é metabolizado pela via sistema citocromo – ranitidina.



    1. A maioria das reações cutâneas induzidas pelos contrastes iodados é explicada pela ativação direta de complemento. Muito grave e importante.



    1. Sobre a urticaria induzida pelo frio – existem formas adquiridas e hereditárias, sendo as adquiridas as mais comuns. Pode estar associada à cefaleia, sibilancia, hipotensão e sincope. Ocorre dentro de minutos após a exposição a alimentos ou líquidos frios, aplicação de gelo e mudanças na temperatura ambiente. Pode ser letal.

    Urticaria ao frio – urticas confluentes na face, pescoço e mãos após exposição ao frio. Pode ocorrer angioedema e anafilaxia em casos graves. Pode ser familiar ou adquirida (primaria, secundaria ou idiopática). Adquirida e idiopatica é a forma mais comum. Investigar crioglobulinas, hepatite B ou C e mononucleose.

    1. Em relação a urticaria colinérgica – desenvolve-se após aumento da temperatura corporal central como banho quente, exercício ou epidosios de pirexia. Pequenas seropapulas pruriginosas de 1 a 2 mm, circundadas por grandes áreas de eritema, podem confluir. Pode estar associada a angioedema. Pode ser acompanhada de manifestações sistêmicas.



    1. O dermografismo é a forma mais comum de urticaria física.



    1. O angioedema vibratório pode ocorrer como uma desordem idiopática adquirida, em associação com urticaria colinérgica, ou após vários anos de exposição ocupacional à vibração.



    1. A urticaria ao calor é uma forma rara na qual seropapulas desenvolvem-se dentro de minutos após a exposição ao calor local.



    1. A urticaria adrenérgica ocorre como seropapulas circundadas por halo claro que se desenvolvem durante estresse emocional, e podem ser provocadas por injeção intracutanea de adrenalina.



    1. Na urticaria solar, prurido, eritema, seropapulas e ocasionalmente angioedema com broncoespasmo e sincope desenvolvem-se dentro de minutos após exposição ao sol ou a luz artificial. Esta enfermidade pode estar relacionada a LES ou a protoporfiria eritropoietica, mas geralmente é idiopática.

    Etiopatogenia da urticaria e angioedema:

      1. Imune – pode ser auto-imune (auto-ac contra IgE), IgE dependente, Imunocomplexo, dependente do complemento (deficiência do inibidor da C1-esterase).

      2. Não imune – agentes liberadores dos mastocitos (opioides), AAS, AINE, pseudoalergenos, alimentares, IECA. Agem diretamente nos mastocitos.


    Baixar 65.13 Kb.

    Compartilhe com seus amigos:
  • 1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   18




    ©historiapt.info 2022
    enviar mensagem

        Página principal