Revolução Industrial



Baixar 431.46 Kb.
Pdf preview
Página5/6
Encontro10.07.2022
Tamanho431.46 Kb.
#24204
1   2   3   4   5   6
G da Industria
Computadores 
A terceira fase da Revolução Industrial iniciou-se a partir da Segunda Guerra Mundial e é uma 
consequência dos grandes inventos tecnológicos e científicos do século XX. É a fase da 
Cibernética que coincide com a conquista do Espaço pelos satélites artificiais. O trabalho do 
homem na máquina e na indústria começa a ser substituído pelo computador e pelo «robot» Onde 
outrora eram necessárias centenas de operários, agora basta um para carregar no botão. (ISCED, 
2017, p. 17). 
Segundo (Silva et al, (2019, p. 25) a terceira fase da Revolução Industrial foi liderada pelos Estados 
Unidos, tendo sido iniciada com a Segunda Guerra Mundial (1938– 1945). Caracterizou-se por 
profundas evoluções no campo tecnológico, desencadeadas, principalmente, pela junção entre 
conhecimento científico e produção industrial.
A ênfase na pesquisa é notada pelo fato de que todos os conhecimentos gerados são repassados 
quase que imediatamente para o desenvolvimento industrial, seja por meio de novos produtos 
comercializados, seja de equipamentos para dinamizar a produção industrial, seja ainda dos demais 
setores da economia, tais como transporte, comunicação, setor financeiro etc. 



Assim, as produções que mais se destacam são as de computadores, softwares, microeletrônica, 
chips, transístores, circuitos eletrônicos, robótica, telecomunicações, informática em geral. No 
campo das telecomunicações, temos a expansão das transmissões televisivas, da telefonia fixa e 
móvel, além da internet. 
2.3.4. 4ª fase 
Segundo Silva et al., (2019, p. 95) para muitos, há uma quarta fase da Revolução Industrial em 
curso. Ela é representada pela nanotecnologia, entendida como a criação de dispositivos e materiais 
funcionais na escala de nanômetros, através do progressivo domínio da engenharia molecular pela 
tecnologia. No nosso cotidiano, esse desenvolvimento se traduz por objetos cada vez mais 
eficientes, menores e mais práticos, como, por exemplo, os celulares modernos.
Outro exemplo está na área da computação: cada vez mais se busca aplicar aí tecnologia muito 
avançada, para que os processadores operem em alta velocidade e tamanhos menores. Embora o 
processador em si não tenha dimensões em nanômetros, suas peças têm essa escala minúscula. 
Além dos processadores, podemos citar as placas de vídeo, sua aplicação na medicina, na química, 
na física quântica, nas indústrias criadoras de protótipos aeroespaciais, em refinarias e em muitas 
outras áreas. 

Baixar 431.46 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal