Revista da sociedade portuguesa de medicina interna


CC10 PREVER A TRANSFORMAÇÃO HEMORRÁGICA



Baixar 2.41 Mb.
Pdf preview
Página43/155
Encontro20.06.2021
Tamanho2.41 Mb.
1   ...   39   40   41   42   43   44   45   46   ...   155
CC10

PREVER A TRANSFORMAÇÃO HEMORRÁGICA  

NA TROMBÓLISE INTRAVENOSA

Catarina Teles Neto, Rafael Nascimento, Patrício Freitas, Rafael Freitas, 

Luz Brazão

Unidade de Doença Cerebrovascular, Serviço de Medicina Interna, 

Hospital Dr. Nélio Mendonça 

Introdução: A transformação hemorrágica sintomática (THS), 

definida como hemorragia intracraniana com agravamento clí-

nico traduzido por elevação de ≥4 pontos na escala do Natio-

nal Institutes of Health Stroke Scale (NIHSS), é a mais temida 

complicação da trombólise intravenosa (TIV) no AVC isquémi-

co. O score HAT (Hemorrhage after Thrombolysis) estratifica o 

risco de THS em doentes submetidos a TIV avaliando o NIHSS 

inicial, a extensão da lesão, história de diabetes mellitus (DM) 

e a glicémia. O score SEDAN tem o mesmo intuito e avalia a 

glicémia, sinais precoces de enfarte, sinal de hiperdensidade 

da artéria cerebral, idade e NIHSS inicial. Pretende-se prever 

o risco hemorrágico na TIV através da aplicação dos scores 

HAT e SEDAN.

Material e Métodos: Casuística de uma Unidade de Doenças 

Cerebrovasculares, relativa a doentes com AVC isquémico 

submetidos a TIV, desde 2009 até julho de 2017.

Resultados: Dos 234 doentes submetidos a TIV, 56,8% eram 

do sexo masculino e a idade média foi de 67,1 anos. O va-

lor médio do NIHSS inicial foi de 14. Aplicando o score HAT, 

40,2% dos casos pontua 0; 31,2% pontua 1 (risco de THS 

5%); 20,1% pontua 2 (risco de THS 10%); 5,9% pontua 3 (ris-

co de THS 15%) e 2,5% pontua 4 ou 5 (risco de THS 44%). 

Com o score SEDAN, 15,8% pontua 0; 26,5% pontua 1 (risco 

de THS 3,3%); 29,5% pontua 2 (THS 5,4%); 18,8% pontua 

3 (THS 8,8%); 8,5% pontua 4 (THS 12,3%); 0,85% pontua 5 

(THS 16,9%). Do total dos doentes verificou-se uma taxa de 

THS de 4,3%. Aplicando o score HAT a estes doentes, 40% 

pontuava 0, 30% pontuava 1, 20% pontuava 2 e 10% pontua-

va 3. Aplicando o score SEDAN, 50% pontuava 1, 20% pon-

tuava 2, 10% pontuava 3 e 20% pontuava 4.

Discussão e Conclusões: De acordo com o score HAT prever-

-se-ia risco acentuado de THS (pontuação 4-5) em 2,5% dos 

casos e de acordo com o score SEDAN (pontuação 4-5) em 

9,35% dos casos; assim, o score HAT terá subvalorizado o ris-

co hemorrágico e o SEDAN sobrevalorizado o mesmo uma vez 

que se verificou uma taxa de THS de 4,3%. Aplicando o score 

HAT  nos  doentes  que  apresentaram  THS  verificou-se  que  à 

partida esta escala não antecipava qualquer risco hemorrágico 

em 40% dos casos e só em 10% risco considerável; o score 

SEDAN previa baixo risco hemorrágico em 50% dos casos e 

risco apreciável (pontuação 3-4) em 30% dos casos. O score 

SEDAN, ao englobar mais variáveis e ao ter em conta a idade 

(factor de risco de suma importância no risco de THS) torna-se 

um score mais útil e fidedigno.


1   ...   39   40   41   42   43   44   45   46   ...   155


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal