Revista da sociedade portuguesa de medicina interna


P84 AVC ISQUÉMICO QUE RESULTA NUM DIAGNÓSTICO



Baixar 2.41 Mb.
Pdf preview
Página143/155
Encontro20.06.2021
Tamanho2.41 Mb.
1   ...   139   140   141   142   143   144   145   146   ...   155
P84

AVC ISQUÉMICO QUE RESULTA NUM DIAGNÓSTICO 

INESPERADO

Ana Margarida Mosca, David Garcia, Inês Ferreira Barros, 

Rosário Araújo, Carlos Capela

Serviço de Medicina Interna, Hospital de Braga

Introdução: A Trombocitose Essencial (TE) é um distúrbio clonal 

da célula hematopoiética pluripotente, manifestado clinicamen-

te por superprodução de plaquetas. De etiologia desconheci-

da, pode afetar qualquer idade, com predomínio inexplicável 

no sexo feminino. A TE é incomum, com uma incidência de 

1-2/100.000. É frequentemente assintomática, associando-se, 

contudo, a morbilidade significativa.

Caso Clínico: Mulher de 76 anos, com antecedentes pessoais 

de adenocarcinoma da mama em remissão (diagnóstico em 

2005),  DPOC,  insuficiência  cardíaca  e  doença  renal  crónica. 

Autónoma previamente. Referenciada ao Serviço de Urgência 

como via verde de AVC por alterações súbitas do estado neu-

rológico, nomeadamente afasia mista de predomínio motor e 

hemiplegia direita. Sem outras alterações no restante exame 

físico. Eletrocardiograma com ritmo sinusal. Angio-TC do crâ-

nio com trombo distal e sinais precoces de isquemia da ACME. 

Após avaliação por neurologia e neurorradiologia, considerou-

-se não beneficiar de intervenção por trombectomia mecânica. 

Apesar se encontrar no período de janela (<4.5H), apresentava 

um ASPECTS de 4/5, sem indicação para trombólise (risco de 

transformação hemorrágica). Internada no Serviço de Medicina 

Interna, realizou eco-doppler carotídeo sem doença ateroma-

tosa com repercussão significativa. O estudo analítico revelou 

trombocitose (1.246.000), já presente em hemogramas ante-

riores  (embora  com  contagens  menores).  Ecografia  abdomi-

nal sem alterações. Pesquisa de mutações do JAK2 e CARL 

negativas. Orientada para reabilitação por MFR e consulta de 

hemato-oncologia. Assumido o diagnóstico de TE, iniciou te-

rapêutica com hidroxiureia. Atualmente mantém seguimento; 

apresenta recuperação de alguns défices e contagem plaque-

tária de 895.000.

Discussão: A associação entre trombocitose e o aumento do 

risco de eventos isquémicos trombóticos levanta a questão 

da pertinência de antiagregação prévia nesta doente. Para-

doxalmente, contagens tão elevadas de plaquetas poderiam 

associar-se a um aumento do risco hemorrágico. Neste caso, 

destaca-se a importância do diagnóstico precoce, avaliação 

personalizada do risco vascular global e tratamento que pro-

mova a prevenção de novos eventos cerebrovasculares. 

Conclusões: Este caso clínico ilustra a complexidade do es-

tudo de um AVC isquémico, consequente a uma patologia de 

base que é imperioso reconhecer e tratar.


1   ...   139   140   141   142   143   144   145   146   ...   155


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal