Revista da sociedade portuguesa de medicina interna


P78 DO AVC AGUDO À ENDOCARDITE INFECCIOSA - PAPEL



Baixar 2.41 Mb.
Pdf preview
Página137/155
Encontro20.06.2021
Tamanho2.41 Mb.
1   ...   133   134   135   136   137   138   139   140   ...   155
P78

DO AVC AGUDO À ENDOCARDITE INFECCIOSA - PAPEL 

DA NEUROIMAGEM NA SUSPEIÇÃO DO DIAGNÓSTICO

Mafalda Mendes Pinto, Carolina Figueira, Ricardo Veiga, Cristina Moura



Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

Introdução: O cardioembolismo destaca-se, pela sua repre-

sentatividade, entre as diversas etiologias de AVC. São várias 

as causas que determinam a formação e libertação de êmbo-

los de origem cardíaca na corrente sanguínea, sendo a fibri-

lhação auricular a mais frequente. Contudo, apesar de menos 

frequentes, outras etiologias não devem ser esquecidas. Neste 

trabalho abordamos a endocardite infecciosa como etiologia 

de AVC agudo.

Caso Clínico: Homem, 52 anos, múltiplos antecedentes médi-

cos, salientando-se doença pulmonar obstrutiva crónica, insu-

ficiência mitral com insuficiência cardíaca congestiva, hiperten-

são arterial, dislipidémia e obesidade; plurimedicado.

Internado no serviço de Medicina Interna por pneumonia bac-

teriana aguda, sob antibioterapia, inicia ao terceiro dia, quadro 

súbito de diminuição do nível de consciência e défice motor 

dos  quatro  membros.  Realizada  tomografia  computorizada 

crânio-encefálica que revelou a presença de múltiplas lesões 

suspeitas de etiologia vascular cardioembólica, com hemorra-

gias cranianas múltiplas, intra e extra-axiais, associadas a le-

são vascular isquémica do território posterior direito. Perante 



61

18º CONGRESSO DO NÚCLEO DE ESTUDOS DA DOENÇA VASCULAR CEREBRAL 

tal padrão imagiológico, contexto de infecção pulmonar aguda 

e antecedentes cardíacos do doente, foi colocada a hipótese 

de envolvimento neurológico agudo secundário a endocardite 

infecciosa bacteriana, pelo que foi realizado ecocardiograma 

transtorácico. Foi confirmado o diagnóstico pela presença de 

imagem sugestiva de endocardite no folheto mitral anterior. O 

doente teve um franco agravamento clínico em poucas horas, 

vindo a falecer no mesmo dia.

Discussão: A endocardite bacteriana aguda, sobretudo mi-

tral, tem um risco diário de doença neurológica secundária 

de 0,5%, representando o AVC, sobretudo o isquémico, uma 

percentagem muito considerável dos casos. Segundo algumas 

séries, apenas 3-7% dos doentes desenvolvem hemorragia, 

frequentemente tratando-se de hemorragias multifocais. A 

transformação hemorrágica de lesões isquémicas, arterite sép-

tica com consequente ruptura da parede arterial ou ruptura de 

aneurisma(s) micótico(s) são as principais causas apontadas. O 

prognóstico é geralmente reservado.

Conclusões: Existem múltiplas causas que podem estar na 

origem do AVC agudo. Para o diagnóstico definitivo é impres-

cindível uma abordagem multidisciplinar onde a clínica, os an-

tecedentes pessoais do doente e os achados de neuroimagem 

devem ser integrados e valorizados conjuntamente, como ilus-

tra o caso clínico apresentado.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   133   134   135   136   137   138   139   140   ...   155


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal