Revista da sociedade portuguesa de medicina interna


P61 MANIFESTAÇÃO EXUBERANTE DE ANGIOMA



Baixar 2.41 Mb.
Pdf preview
Página120/155
Encontro20.06.2021
Tamanho2.41 Mb.
1   ...   116   117   118   119   120   121   122   123   ...   155
P61

MANIFESTAÇÃO EXUBERANTE DE ANGIOMA 

CAVERNOSO

Sheila Jamal, Cátia Diogo, Adelaide Moutinho, Marta Lisboa, 

Paula Marques

Serviço de Medicina Interna, Centro Hospitalar Trás-os-Montes e Alto Douro 

Introdução: Os angiomas cavernosos são malformações vas-

culares, onde uma coleção de vasos sanguíneos dilatados for-

ma um tumor benigno. Podem estar localizados no encéfalo, 

medula espinhal ou nervos cranianos, são de incidência rela-

tivamente rara e têm um importante componente hereditário. 

Podem ser assintomáticos ou manifestar-se por crises con-

vulsivas, cefaleias ou hemorragia cerebral, estando esta última 

associada a sequelas mais graves e a um prognóstico mais re-

servado. O método de diagnóstico de eleição é a ressonância 

magnética e o tratamento pode ser cirúrgico ou conservador

dependendo da sintomatologia e sua evolução.

Caso Clínico: Sexo masculino de 78 anos, autónomo, com 

hipertensão arterial, diabetes mellitus tipo 2, dislipidemia e há-

bitos alcoólicos marcados, admitido no Serviço de Urgência 

por desiquilíbrio na marcha e vómitos com 2 dias de evolu-

ção. Objetivamente apresentava marcha com ataxia e prova de 

Romberg com queda bilateral, sem outros défices neurológicos 

focais. A tomografia computorizada revelou hemorragia cere-

belosa direita com efeito de massa local, sem indicação para 

intervenção por parte da Neurocirurgia, tendo ficado internado 

para estudo etiológico, sendo que a ressonância magnética 

permitiu o diagnóstico de angioma cavernoso. Por agravamen-

to do quadro clínico e perfil tensional elevado, realizada nova 

tomografia computorizada, com aumento da área de hemorra-

gia, sendo submetido a drenagem do hematoma e exérese do 

angioma cavernoso. Teve como intercorrências complicação 

da ferida pós-operatória com empiema e trombose venosa pro-

funda femoropopliteia direita. Mantém seguimento em consulta 

de Neurocirurgia, mantendo contudo sequelas neurológicas.

Discussão: Este caso exemplifica uma das formas sintomáti-

cas de angioma cavernoso, sendo que habitualmente não se 

manifestam em idades avançadas nem estão associadas a he-

morragias tão extensas, devido ao baixo fluxo sanguíneo des-

tas malformações. A sintomatologia exuberante e a atipicidade 

da evolução da lesão obrigaram a uma vigilância apertada e 

intervenção urgente.

Conclusões:  É fundamental o esclarecimento etiológico de 

qualquer acidente vascular cerebral hemorrágico, para uma 

decisão de tratamento adequada e precoce. No caso de de-

teção de angioma cavernoso, podemos optar por tratamento 

conservador, com acompanhamento clínico e radiológico. Em 

lesões que causem sintomas o tratamento deve ser cirúrgico 

devido ao alto risco de incidência e ao aumento da esperança 

e qualidade de vida.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   116   117   118   119   120   121   122   123   ...   155


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal